Em julgamento realizado nesta sexta, os advogados da Ponte Preta desqualificaram a denúncia apresentada contra o zagueiro Rodrigo,  que recebeu a suspensão de apenas um jogo aplicado em “caráter educativo”.

Setup Timeout Error: Setup took longer than 30 seconds to complete.

O atleta havia se envolvido em confusão com o técnico do Vasco, Milton Mendes. Inicialmente o jogador havia sido acusado de agressão, através do artigo 254,  mas foi punido pelo artigo 258: atitude contrária a disciplina e ética.

“O tribunal levou em consideração o histórico do Rodrigo e as declarações do treinador do Vasco, em especial as que deu saindo do campo, nas quais admitia ter dirigido palavras ao zagueiro. Na opinião dos procuradores havia indícios de que Rodrigo foi provocado pelo técnico. E que, portanto, o jogador não premeditou nenhum tipo de violência”, diz o advogado alvinegro João Felipe Artiolli.

Um dos procuradores questionou inclusive se o próprio Milton Mendes não deveria ser denunciado e punido. Porém, apesar dos indícios, não haveria materialidade para a denúncia visto que não houve captação do áudio do que foi dito pelo treinador ao atleta.

“Entendemos que o julgamento foi justo. O STJD aplicou um jogo ao Rodrigo pelo empurrão em caráter educativo, até mesmo porque esta é a função maior daquele órgão, uma função disciplinar”.

Fonte: Espn.com

       
Curta nossa página!
   
Envie sua notícia, clique na imagem!