Disputa judicial iniciada em 2011 pode transformar cidades na Serra da Ibiapaba em território piauiense. Força-tarefa entre deputados, Procuradoria e corpo técnico prepara defesa judicial e uma campanha para debater a questão
O município de São Benedito pode sofrer uma perda territorial de 13,5% caso a decisão seja favorável ao Piauí. Em relação a habitantes, seriam, em média, 3 mil pessoas impactadas. No total, são quase 245 mil famílias que estão nas áreas de litígio.

“São nossos territórios, nossos conterrâneos, nossas famílias, uma população gigantesca que está envolvida nesse cenário”, ressalta o prefeito de Crateús, Marcelo Machado.

 

Ele aponta que é momento de municípios, Estado e parlamentares estarem “juntos para somar, fortalecer e defender o que pertence a nós, o que pertence à nossa gente”.

No Ceará, o município que pode ser mais impactado por uma eventual vitória do Piauí no processo seria Poranga. A cidade perderia 66% do território – área que concentra os distritos e localidades do município. Seriam afetados 3 mil habitantes – quase um quarto da população total.

“Ficaria só a área do da sede do município, perdendo totalmente todos os distritos, todos os as localidades. Fica inviável a gente tentar um avanço para o município onde não temos mais como progredir”, ressalta o vice-prefeito de Poranga, Igor Pinho.

 

Divisão do território Ceará e Piauí
       
Curta nossa página!
   
Envie sua notícia, clique na imagem!