A peste suína clássica é uma doença viral que apresenta elevada taxa de contaminação aos suínos, mas não oferece riscos a humanos. — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Um foco de peste suína clássica foi registrado na cidade de Marco, no interior do Ceará. O caso foi notificado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que divulgou um comunicado oficial sobre o ocorrido nesta segunda-feira (11).

A peste suína clássica, também chamada cólera dos porcos, é uma doença viral que apresenta elevada taxa de contaminação e é, com frequência, mortal aos suínos e javalis. Ela não oferece riscos à saúde humana.

Segundo Nelson Pinto, secretário de Saúde de Marco, a pasta, com a secretaria municipal de Agricultura e a de Desenvolvimento Econômico, adotaram medidas para evitar a propagação da doença na cidade. “Os agentes de combate de endemias fizeram o bloqueio da localidade onde houve registro da doença para evitar a disseminação no município”, disse Nelson. A ação de combate, de acordo com o secretário, teve início nesta segunda-feira.

Conforme a OIE, foram registrados casos em nove animais em uma criação de subsistência no município cearense. Destes, oito porcos morreram e um teve que ser sacrificado.

“As investigações ainda estão em andamento para identificar a origem e as ligações epidemiológicas. As medidas de erradicação serão implementadas com abate dos animais existentes na propriedade e contatos dentro da mesma unidade epidemiológica”, explica o boletim do órgão.

De acordo com o Ministério da Agricultura, o diagnóstico foi confirmado pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, e a propriedade interditada pelo serviço veterinário estadual.

Zonas livres

 

O Ceará não faz parte das zonas livres de preste suína clássica no Brasil, que é composta por 15 estados e pelo Distrito Federal. Estes locais não registram casos da doença desde janeiro de 1998. São eles: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Tocantins, Rondônia e Acre.

O último caso de peste suína clássica no país ocorreu em outubro do ano passado, em uma criação de subsistência no Piauí.

Nordeste Notícia
Fonte: SVM

       
Curta nossa página!
   
Envie sua notícia, clique na imagem!