Nordeste Notícia Ipueiras (1)Dois homens causaram terror ao ter um assalto frustrado pela Polícia Militar por volta das 20h de sexta-feira (06/01) em na casa lotérica Loteria Mega Sorte, no Conjunto Betânia I, Bairro Piauí, em Parnaíba.  Três homens armados tentaram roubar no empreendimento, mas foram cercados pela polícia. Os homens fizeram de refém os funcionários, sendo dois homens e três mulheres.

Com agravo da situação a Polícia Militar e Civil trabalhou em conjunto, inclusive o Corpo de Bombeiros Militar. Segundo o tenente coronel Adriano Lucena, os bandidos fizeram diversas exigências para fugir quando as forças de segurança tentavam negociação. Um dos bandidos conseguiu fugir. Uma mulher saiu da lotérica e tirou uma moto que estava em frente ao carro roubado, fincando duas mulheres ainda. Um dos funcionários, identificado como Samuel, foi liberado pelos fundos da empresa e confundido como sendo um dos bandidos, inclusive chegou a ser agredido; pois o mesmo saiu com roupas diferentes das do trabalho.

Os assaltantes queriam fugir levando reféns e desejavam usar um veículo Chevrolet/Onix LTZ, modelo 2014, de cor branca, placas OVY 5382 Parnaíba (PI), roubado pela manhã no loteamento Jardim Atlântico em frente ao motel Alíbi, na BR 343 em Parnaíba. Quando os homens levantaram a porta da lotérica tentaram sair, um funcionário foi até o carro para abrir a portal e ao retornar, abaixou-se, oportunidade em que um dos assaltantes efetuou um disparo contra o cinegrafista Pablo Portugal, que por pouco não foi atingido; mas o muro estilhaçou lhe provocando ferimentos leves. Outro disparo foi efetuado. O bandido teria se incomoda com a iluminação da câmera. Repórteres também se retiraram da esquina em que faziam registros.

Sem títuloMuitas pessoas se aglomeram para ver a ação criminosa. Depois de muito tempo, os bandidos tentaram sair novamente com os outros quatro reféns. Quando estavam em direção ao carro Onix, um dos bandidos, o Kelson William de Azevedo, foi atingido na cabeça por balaço quando estava lutando com o vigilante que era um dos reféns. Durante os tiros, o vigilante se jogou ao chão e fugiu rolando do local. Os policiais o arrastaram rapidamente para uma unidade de emergência. Em seguida, capturaram o outro acusado, que foi identificado como Ricardo Aguiar de Sousa, conhecido “Batata”.

A Polícia Militar tentou conter a população que invadiu a área de isolamento e iniciou um linchamento contra “Batata”. Os policiais formaram barreira para evitar outro crime e conseguiram colocar o acusado na viatura. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnico Científica coletou elementos para investigações. O tenente coronel Lucena informou que houve grande esforço para preservar a integridade física de todos que estavam no local e que os bandidos são de Parnaíba. Ricardo foi levado para a Central de Flagrantes por volta de 01h30.

Nordeste Notícia
Fonte: Daniel Santos/Marcelo Fontenele/Pablo Portugal/TV Costa Norte

Comente com Facebook