Prefeitura de SP cancela carnaval de rua em SP — Foto: Rodrigo Rodrigues/g1
Prefeitura de SP cancela carnaval de rua em SP — Foto: Rodrigo Rodrigues/g1

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), anunciou nesta quinta-feira (6) o cancelamento do carnaval de rua de São Paulo em 2022 por causa do avanço da Covid-19 na cidade, após a chegada da variante ômicron.

Apesar do cancelamento, Nunes manteve os desfiles das escolas de samba de SP no Sambódromo do Anhembi, que devem acontecer nos dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro. Entretanto, os desfiles só poderão ocorrer se a Liga aceitar os protocolos sanitários.

“Por conta da situação epidemiológica está cancelado o Carnaval de Rua de SP. Nós vamos sentar com a Liga das Escolas de Samba para combinar um protocolo para a realização dos desfiles no sambódromo. Caso eles aceitem os protocolos, os desfiles serão mantidos”, disse o prefeito Ricardo Nunes.

 

A solução é similar a anunciada pela Prefeitura do Rio de Janeiro, que manteve os desfiles na Marquês de Sapucaí, mas cancelou a saída dos blocos de rua na capital fluminense.

Painel com recomendações do comitê de saúde da cidade de São Paulo apresentado em reunião com prefeito realizada nesta quinta-feira (6) — Foto: Rodrigo Rodrigues/g1
Painel com recomendações do comitê de saúde da cidade de São Paulo apresentado em reunião com prefeito realizada nesta quinta-feira (6) — Foto: Rodrigo Rodrigues/g1

A decisão do prefeito da capital paulista aconteceu após uma reunião com representantes da Vigilância Sanitária e da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que apresentaram um estudo sobre o comportamento da Covid-19 na cidade nos últimos meses. A partir do estudo, Nunes decidiu cancelar os festejos de rua na cidade.

Recomendações da vigilância sanitária de SP

 

  • Intensificação da vacinação e doses de reforço contra a Covid-19;
  • Manter o uso obrigatório de mascaras na comunidade, bem como demais medidas não farmacológicas;
  • Higienizar a mãos;
  • Etiqueta respiratória;
  • Que seja evitada qualquer tipo de aglomeração onde não se possa ter controle sanitário seguro
  • Cancelamento de todas as atividades relacionadas ao carnaval de rua 2022 na capital, bem como atividades que não tenham controle sanitário

 

Os dados mostram o crescimento da contaminação por Covid. Segundo dados da Vigilância municipal, a cidade já pode registrar um número de casos da doença maior do que o da segunda onda, em 2021.

Gráfico da vigilância em saúde sobre possíveis casos de Covid-19 e Síndrome Gripal na capital paulista — Foto: Rodrigo Rodrigues/g1
Gráfico da vigilância em saúde sobre possíveis casos de Covid-19 e Síndrome Gripal na capital paulista — Foto: Rodrigo Rodrigues/g1

Com o cancelamento dos desfiles dos blocos de rua, a Ambev, que foi escolhida como empresa patrocinadora do carnaval de rua em 2021, deixará de pagar a cidade o valor de R$ 23 milhões estipulado no contrato de patrocínio assinado no ano passado.

O montante ainda não havia sido recolhido aos cofres da cidade por causa da indefinição do evento desde o final de 2020.

Nordeste Notícia
Fonte: g1

       
Curta nossa página!
   
Envie sua notícia, clique na imagem!