Com investimento de R$ 1 milhão, vindo do Fundo Estadual de Cultura (FEC), o governo do estado anunciou, por meio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), o “Festival Cultura DendiCasa: Arte de Casa para o Mundo” .

O projeto tem dois objetivos específicos no enfrentamento ao novo coronavírus: o primeiro é oferecer conteúdo cultural e gratuito à população que se encontra em quarentena; em paralelo, a iniciativa dará suporte a trabalhadores da cultura cearense afetados pela pandemia.

PUBLICIDADE

O edital será publicado na próxima sexta-feira (27) e visa selecionar um total de 400 propostas. Os trabalhos vão compor uma programação que será transmitida via plataformas digitais. O festival dará espaço as mais variadas linguagens artísticas e serão destinadas a diferentes públicos.

Como participar
Podem participar deste credenciamento materiais inéditos, em desenvolvimento ou já realizados em quaisquer outras plataformas. Outra formatação anunciada é a de que os trabalhos tenham duração adequada a cada proposta artística. Respeitando os limites de duração mínima de um minuto ou o máximo de até 60 minutos.

Por telefone, o secretário estadual de cultura, Fabiano dos Santos Piuba, adiantou que por conta do caráter emergencial, o processo de participação precisa ser dinâmico e facilitar o credenciamento dos artistas. “Pensamos que seja o mais simples possível. Tanto na entrada quanto durante a inscrição, que seja de uma forma muito rápida para que os artistas possam apresentar suas proposições”, explicou o gestor.

As propostas podem reunir trabalhos experimentais ou tradicionais, com performances e intervenções artísticas. O compromisso é ter programação plural. Podem ser projetos culturais que promovam a preservação da memória, inovação, promoção do conhecimento, pesquisa e valorização de diferentes linguagens artísticas e expressões culturais.

Mobilização
Artistas cearenses se mobilizaram na tentativa de alertar as iniciativas públicas e privadas. Duas cartas foram produzidas, respectivamente, pelo Fórum Cearense de Teatro e pelo movimento #TodosPelaCulturaCE .

Dentre as soluções apontadas consistiam em realização dos pagamentos de editais, cachês, contratos de serviço que estavam em aberto até antes da quarentena. A realização de edital para apresentações culturais via plataformas digitais e redes sociais também foi mencionado.

Nordeste Notícia
Fonte: G1

Comente com Facebook