A parede auxiliar de uma barragem interna que dá suporte ao açude Granjeiro rompeu neste sábado (1º) e a água chegou a invadir alguns estabelecimentos comerciais que ficam no Balneário do Boi Morto, no município de Ubajara, no Ceará. Segundo a Coordenadoria de Defesa Civil do município (Comdec), moradores e casas não foram afetados.

“É uma obra de contenção para permitir o serviço de reforço da parede principal”, explicou a coordenadora da Comdec, em Ubajara, Dayane França. “Estivemos lá hoje (sábado) pela manhã”.

PUBLICIDADE

Ainda segundo França, a obra de contenção funcionava como um segundo sangradouro e o açude Granjeiro ainda acumula elevado volume de água, mas não soube informar a quantidade. “Estamos monitorando a situação e já comunicamos o fato à Defesa Civil do estado”.

De acordo com a assessoria da prefeitura de Ubajara, o grande volume de água que atingiu o balneário foi devido ao rompimento da ensecadeira, que consiste em uma parede auxiliar utilizada para a contenção da água durante a obra de contenção da parede principal e que, por risco de enchente devido às chuvas, as populações ribeirinhas fiquem em alerta para em caso de urgência saiam imediatamente das áreas de risco.

Água do açude chegou a inundar terrenos de algumas propriedades, mas não atingiu casas — Foto: Reprodução

Água do açude chegou a inundar terrenos de algumas propriedades, mas não atingiu casas — Foto: Reprodução

Contenção

Ainda em 2019, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) colocou 12 mil sacos de areia e abriu 60 m do sangradouro, segundo o técnico da Defesa Civil do Estado, Wilson Maranhão.

“A gente se preocupa porque é um açude que fica em Ibiapina, mas o sangradouro está em Ubajara, e se romper a água vem para Ubajara, chega aos açudes Boi Morto e Jaburu com risco de ocorrer um problema de maior dimensão”, pontuou.

Nordeste Notícia
Fonte: G1

Comente com Facebook