A pequena plantação de frutas no quintal da casa de Rubens e Ana virou uma produção de batata doce (FOTO: TV Jangadeiro)

A falta de oportunidades na zona rural costuma fazer muita gente deixar o campo para tentar a vida na cidade. Mas um programa de uma organização não governamental tem ajudado os jovens a mudar essa realidade.

Saiba mais
Jovens do Bom Jardim tem a oportunidade do primeiro emprego

PUBLICIDADE

Movimento Sáude Comunitária traz beneficios a comunidade do Bom Jardim

Projeto Criança Feliz relança CD no Teatro José de Alencar

Rubens Santos ama a vida no campo. É filho de agricultores e cresceu na comunidade do Livramento, na zona rural de São Gonçalo do Amarante, a 55 km de Fortaleza. A ausência de renda fixa mensal o fez procurar emprego na cidade.

Tudo mudou quando a esposa, Ana Maria Macieira, também filha de agricultores, passou por uma capacitação de empreendedorismo rural. Ela recebeu dicas e crédito financiado para investir.

A pequena plantação de frutas no quintal de casa virou uma produção de batata doce. São 200 kg colhidos por mês. Além de um pouco de macaxeira, milho, jerimum, feijão verde. Ainda tem o galinheiro, que produz uma bandeja de ovos por dia. A produção é vendida a baixo custo para os moradores da comunidade. O que sobra é comprado pela Secretaria de Educação do Município.

A história de Rubens e Ana é um exemplo de que, com vontade de crescer e um pouco de ajuda, é possível que os jovens encontrem oportunidades na zona rural e não precisem mais deixar o campo para tentar a vida na cidade.

Eles contaram com o apoio da Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), que há 11 anos atua nessa região do Ceará. Nove municípios são beneficiados: Caucaia, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu, Paracuru, Pentecoste, General Sampaio, Apuiarés, Tejuçuoca e Umirim. Funciona assim: quando a Adel consegue uma instituição financiadora, abre novas turmas para o curso.

Os interessados passam por uma seleção. Os únicos requisitos para inscrição são: idade inferior a 32 anos e já ter uma ideia do negócio em que quer investir o crédito. Mais de duas mil pessoas já foram capacitadas pelo programa Jovem Empreendedor Rural.

Nordeste Notícia
Fonte: TV Jangadeiro

Comente com Facebook