Tendo como matéria-prima principal a mandioca, a Legítima é a cerveja artesanal lançada pela Cervejaria Ambev nesta terça-feira (13). A bebida tem produção exclusiva no Ceará.

De acordo com Leon Maás, o cearense cervejeiro responsável pela fórmula, o ponto principal da composição era chegar a um ingrediente que tivesse disponibilidade no estado. “Um ingrediente que fosse possível a gente utilizar em larga escala e que realmente criasse um impacto nas famílias de quem a gente fosse comprar a mandioca”, explicou.

A produção da cerveja deve beneficiar a Agricultura Familiar do município de Salitre (FOTO: Cadu Alencar)
A produção da cerveja deve beneficiar a Agricultura Familiar do município de Salitre (FOTO: Cadu Alencar)

A intenção da indústria responsável pela fabricação da cerveja é utilizar toda a produção de mandioca cultivada pelo município de Salitre, no Sul do estado. Até o final de 2021, a expectativa da empresa é que a produção da Legítima aumente o impacto na Agricultura Familiar do município, saltando de 150 para 600 pessoas.

A cidade é conhecida como “a capital da mandioca” e a produção da raiz é uma das maiores fontes de renda das famílias. De acordo com a Secretaria Municipal de Salitre, em 2017 existiam cerca de 150 casas de farinha de mandioca funcionando na cidade. A produção chegou à média de 40 mil sacas mensais no ano.

Segundo o presidente da Ambev, Jean Jereissati, um dos objetivos de produção da cerveja é incentivar o desenvolvimento da economia cearense.

“O que a gente tenta, de alguma maneira, é fazer uma relação de iguais, onde a gente consegue dá uma previsibilidade de volume de compra para turma toda poder investir e poder parar o que está fazendo para se desenvolver”, disse o presidente.

A cerveja começou a ser comercializada nesta sexta-feira (14).

Nordeste Notícia
Fonte: Tribuna do Ceará

Comente com Facebook