A Polícia Civil do Ceará prendeu dois jovens e apreendeu dois adolescentes de São Paulo suspeitos de invadir um apartamento de luxo na Avenida Beira-Mar, em Fortaleza, e roubar R$ 1 milhão em joias. Três deles foram capturados no aeroporto de Fortaleza no domingo (19), três dias depois do furto, mas um deles fugiu e teve de jogar uma mala de joias no jardim de um prédio quando era procurado pela polícia.

Segundo a polícia, os quatro jovens de classe média são de São Paulo e desembarcaram na capital cearense na quarta-feira (15). O furto aconteceu por voltas das 14 h da quinta-feira (16). Um dos relógios furtados está avaliado em R$ 200 mil.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que dois dos ladrões saem no prédio
PUBLICIDADE

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que dois dos ladrões saem no prédio

Eles conseguiram entrar no condomínio aproveitando o momento em que o morador deixou o portão aberto, subiram até o apartamento, arrombaram a porta e realizaram o roubo. Os donos estavam de férias. Na saída, um deles discutiu com o porteiro dizendo que era sobrinho da dona do apartamento.

O rapaz que conseguiu fugir no aeroporto foi detido e disse para a polícia onde estavam as malas com as joias. Uma das malas foi encontrada no jardim de um prédio de luxo na Praia de Iracema, perto do local do crime. Outra mala estava em uma oficina mecânica e o proprietário devolveu.

Sócios de empresa em São Paulo

Um dos relógios leva está avaliado em R$ 200 mil. Joias estavam dentro de malas — Foto: Darley Melo/G1

A polícia apurou que os integrantes da quadrilha são de classe média alta e são sócios de uma empresa especializada em comercializar bronze. Em Fortaleza, eles estavam em carro alugado e hospedados em um hotel no qual a diária custa em média R$ 600,00.

Os homens estão presos no 2º Distrito Policial e os dois adolescentes apreendidos na Delegacia da Criança do Adolescente. Os adultos vão responder por formação de quadrilha e corrupção de menores. A polícia investiga também a participação da quadrilha em outros estados como São Paulo (SP), Salvador (BA) e Vitória (ES).

Nordeste Notícia
Fonte: G1

Comente com Facebook