O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará iniciou a campanha de revisão eleitoral com biometria nos municípios de Reriutaba, Graça, Pacujá e Mucambo, pertencentes à 79ª Zona Eleitoral; Ipu e Pires Ferreira – da 21ª Zona, e Ipueiras e Poranga, que fazem parte da 40ª Zona.

Nesta sexta-feira, às 10 horas, a audiência pública aconteceu no auditório da EEP Dário Catunda em Ipueiras e contou com a presença do vice-presidente e corregedor do TER-CE, desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, juiz eleitoral da 40º zona e presidente da Revisão Biométrica, Thales Pimentel Sabóia, juiz auxiliar da Corregedoria Regional Eleitoral do Ceará, Rommel Moreira Conrado, prefeito de Ipueiras, Nenem do Cazuza, presidente da Câmara Municipal de Ipueiras, Raimundinho do Charito, além de secretários municipais, sindicalistas, vereadores e populares. O objetivo da solenidade é relembrar a população sobre a importância da identificação biométrica e os prazos de realização da campanha revisional.

No processo de revisão biométrica, os eleitores são obrigados a fazer o recadastramento através da coleta de dados biométricos. Se perderem o prazo, terão o título cancelado e ficam impedidos de tirar passaporte, fazer matrícula em instituições de ensino superior, pedir empréstimos em bancos públicos e podem ainda ter implicações no CPF.

PUBLICIDADE

Os eleitores precisam levar um documento de identificação oficial com foto e o comprovante de residência atualizado. O TRE-CE esclarece aos eleitores que o atendimento pode ser agendado, através do telefone 148 ou na página do tribunal.
A meta do TRE do Ceará é recadastrar cerca de 100% do eleitorado do Estado do Ceará para as eleições de 2020. Dos 184 municípios cearenses, 55 devem concluir os trabalhos este ano, incluindo Fortaleza.

Ipueiras já tem cadastradas as biometrias de 48% da população. Em Poranga, foram cadastrados somente 11% dos eleitores aptos à votar.

Nordeste Notícia

Comente com Facebook