Estudantes de Cascavel desenvolveram projeto que utiliza casca de coco para produzir piso ecossustentável (FOTO: Divulgação / Seduc – CE)

Três escolas cearenses estiveram entre as premiadas da 17ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), promovida pela Universidade de São Paulo (USP) entre 19 e 21 de março. As instituições garantiram participação na Intel Isef, considerada a maior feira de ciências do mundo, que será realizada em maio nos Estados Unidos.

Escola Estadual de Educação Profissional Júlio Françaalcançou 1º lugar na categoria Engenharia, com um projeto que utiliza casca de coco para produzir um piso ecossustentável e de baixo custo. A instituição localizada em Bela Cruz, a 245 km de Fortaleza, conquista sua 3ª classificação em eventos mundiais.n

Na categoria Ciências Biológicas, a vitória foi da Escola Joaquim de Figueiredo Correia, localizada em Iracema, a 285 km da capital cearense. Os alunos da instituição analisaram a relação entre contaminantes agrícolas e doenças neurológicas. A entidade também foi campeã em Bioquímica e Biologia Molecular pela Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq) e escolhida como melhor trabalho do Ceará.

Escola Ronaldo Caminha Barbosa, de Cascavel, no norte cearense, foi premiada como Destaque em Tecnologia e Desenvolvimento, pela produção de tijolos ecológicos e placas de piso a partir de borracha e vidro. A instituição já havia sido premiada na 9ª Edição da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente, da Fundação Oswaldo Cruz, em 2018.

As escolas Julia Alenquer Fontenele (Pindoretama), Pedro de Queiroz Lima (Beberibe) e Francisco das Chagas Vasconcelos (Santana do Acaraú) também participaram da mostra realizada pela USP.

Nordeste Notícia
Fonte: O Povo/William Barros

Comente com Facebook