Jiro Nagaura faria 82 anos nesta segunda-feira, 25(Foto: Reprodução/Facebook)

A Nagaura Orgânicos, especialista em produtos orgânicos, não abriu as portas nesta segunda-feira, 25, como estava programado para o feriado. Nesse domingo, 24, morreu o japonês Jiro Nagaura, fundador da empresa. O produtor agrícola e comerciante foi um dos três mortos no acidente que ocorreu no município de Itapajé, distante 128,6 quilômetros de Fortaleza. Ele faria 82 anos nesta segunda.

“A Família Nagaura está de luto. Nosso pai, nosso fundador, nossa luz e nosso exemplo de sabedoria e perseverança, hoje não está mais entre nós. Uma perda e uma saudade imensurável, que Deus e o amor deixado por ele irão tratar de acalentar”, diz a nota publicada pela empresa nas redes sociais. “Nossos corações seguem cheios de respeito, carinho e amor, assim como nos foi ensinado por ele”.

A colisão aconteceu no quilômetro 120 da BR-222 por volta das 13 horas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o motorista do caminhão-tanque teria perdido o controle na curva da rodovia e invadido a faixa contrária, colidindo com uma Saveiro e uma motocicleta. Nagaura conduzia a Saveiro.

O comerciante começou a trabalhar cedo na agricultura, formando-se ainda adolescente na Escola Técnica Especializada em Agricultura. Com a família no Japão, cultivava arroz com adubação orgânica à base de capim e palha, tudo de forma natural.

Em 1955, já formado, se inscreveu em um programa do governo japonês para trabalhar no Brasil, onde chegou em 1956. Jiro começou a trabalhar na Cooperativa Agrícola de Cotia, em São Paulo. Garantiu terra e capital para começar o próprio plantio. Seu primeiro trabalho no Ceará foi plantando hortaliças no então Sítio Uirapuru.

Nordeste Notícia
Fonte: O Povo

Comente com Facebook