onda de terror no Ceará segue deixando rastros em todo o Estado. Até as 18 horas desta quarta-feira (9), pelo menos 110 veículos foram alvos dos ataques que acontecem no Ceará, segundo levantamento do Sistema Jangadeiro.

Os ataques foram contabilizados em 28 ônibus que fazem o transporte público, 16 ônibus escolares, sete vans e 58 veículos particulares, como carros, caminhões e tratores.

PUBLICIDADE

Equipamentos públicos também se tornaram um dos principais alvos das ações criminosas. Nos últimos oito dias, 46 prédios/equipamentos públicos foram atacados.

Um levantamento realizado pelo Sistema Jangadeiro mostra que outros pontos também sofreram atentados nos últimos dias: seis postos de combustível, dez agências bancárias, dois câmeras de videomonitoramento, quatro fotossensores, dois supermercados, dois emissoras de rádio e três antenas de telefonia móvel.

Veículos e equipamentos atacados:

Ônibus que fazem o transporte público: 28

Ônibus escolares: 16

Topic/Van: 7

Outros veículos (carros particulares, caminhões, tratores): 59

Posto de combustível: 6

Agências bancárias: 10

Delegacias: 4

Câmeras de videomonitoramento: 2

Fotossensor: 4

Prédios/equipamentos públicos: 42

Supermercados: 2

Emissora de rádio: 2

Antena de telefonia móvel: 3

8º dia de ataques

A onda de terror no Ceará chega ao 8º dia seguido nesta quarta-feira (9). Desde a noite da última quarta-feira (2), facções criminosas espalham terror por todo o Ceará, numa onda de ataques contra ônibus e vans do transporte público, prédios e equipamentos públicos e privados.

Até as 20h desta quarta-feira (9), o Sistema Jangadeiro contabiliza 180 ataques promovidos em 46 municípios, sendo 78 em Fortaleza, a cidade que concentra a maior parte das ações criminosas, em oito dias de terror.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), 239 pessoas foram presas nos oito dias de ataques até as 20h desta quarta-feira (9), suspeitas de participação nas ações. O órgão não está informando a contabilização dos números de ataques.

Nordeste Notícia
Fonte: Tribuna do Ceará

Comente com Facebook