Nordeste Notícia IpueirasO julgamento foi realizado nesta quinta quinta 11/05/2017, no fórum da cidade de Novo Oriente, e contou com a participação do promotor  de Justiça, doutor Jairo Pequeno Neto, titular do município de Pentecoste, mas que já exerceu o cargo em Novo Oriente, e esteve nesta quinta feira (11/05) fazendo um júri   de um crime que foi aconteceu no mês de  Setembro de 2015 no Bairro Vila Feliz, quando um homem identificado como:  Edilson de Sousa Silva, ( 36 anos na época), casado, natural de Baturité, residente na Rua Antônio Alex Costa, Bairro Vila Feliz em Novo Oriente,  assassinou a facadas a senhora:  Maria Helena Pereira Martins  e tentou matar o seu filho Antonio Martins Gonçalves (17 anos na época).
Condenação:
O  réu foi  condenado á  29 anos, por  homicídio duplamente qualificado para a vítima Maria Helena e Homicídio tentado, e duplamente qualificado, em relação ao jovem Antonio Martins.
Vale salientar que a polícia militar sob o comando do sargento Dagmauro, deu total  apoio no tocante a  segurança durante o  julgamento.
Relembre o caso:
Dr Jairo Pequeno e PMs, após o julgamento.
Dr Jairo Pequeno e PMs, após o julgamento.

Uma mulher foi morta a facada e seu filho gravemente ferido, na madrugada de domingo,dia  6/9/2015, na cidade de Novo Oriente.   Segundo informações da Polícia Militar, a mulher tentou proteger o filho de um homem que o agredia e acabou sendo atingida com os golpes, não resistindo aos ferimentos.

A agricultora Maria Helena Ferreira Martins, de 53 anos, foi esfaqueada no peito e morreu no local. Já seu filho, de 17 anos, foi ferido no tórax e no braço e foi levado em estado grave para a Santa Casa de Sobral.
Testemunhas contaram à PM que mãe e filho estavam em uma seresta na praça do Bairro Vila Feliz, quando um homem desceu de uma moto com uma faca e passou a agredir o adolescente. Ao ver a cena, a mãe tentou intervir e acabou sendo atingida no peito.
Nordeste Notícia
Fonte: Ipaporanga Noticias

Comente com Facebook