Policiais da Delegacia de Polícia Civil de Ipieiras, tendo a frente o Delegado Dr Ivanildo e equipe, juntamente com a polícia militar Sargento Robério e SD Lucas Braga,  prenderam na tarde desta terça feira 17/12/2019, na Rua Paz – Vila Nova – Ipieiras, o desempregado:. José Carlos Barcelar, 49 anos, casado, residente no local da prisão.
Policiais civis for até a residência do acusado onde deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão na casa do acusado, bem como cumpriram um mandado de prisão contra José Carlos Barcelar, acusado de ter assassinado a pessoa de Marquinhos (filho do ex vereador Mourão Neto) do município de Ipieiras, crime  que aconteceu no dia 19 de junho de 2019, na Localidade de Mirador – Ipueiras.

Na época o crime repercutiu muito , uma vez que a vítima pertence a uma tradicional familia de Ipueiras e seu pai (pai da vítima) Mourão Neto já exerceu o cargo de vereador por alguns mandatos no referido município.
A polícia civil passou a investigar o caso, e após ouvir vários depoimentos de testemunhas a polícia concluiu que José Carlos Barcelar teria sido o executor, ou seja, a pessoa que teria executado Marquinhos.
O delegado Dr Ivanildo representou pela prisão do acusado e a justiça atendeu o pedido do delegado , decretando a prisão do elemento.
Após ser preso José Carlos Barcelar foi encaminhado para a delegacia de polícia civil de Ipieiras de onde será encaminhado para um presídio.

PUBLICIDADE

Em conversa com a reportagem do Blog Ipaporanga Notícias, o Delegado Dr Ivanildo, disse que a pessoa de José Carlos Barcelar foi o executor a pessoa que atirou e matou a vítima Marquinhos.
O Delegado disse ainda, que o acusado é procedente do Rio de janeiro, porém recentemente morou em Nova Russas, e atualmente se encontra morando em Ipueiras.
Dr Ivanildo disse também que a polícia apurou que José Carlos matou a vítima a mando de alguém, mais que até o momento o mandante do crime e a motivação ainda e desconhecida, pois a pessoa de Zé Carlos nega a autoria, afirma que não tem nada a ver com o caso, e permanece calado sem entrar em detalhes sobre o crime.
O José Carlos já está preso, mesmo ele negando tudo, nós vamos logo logo conseguir chegar até o mandante do crime, bem como desvendar a motivação, o por que o Marquinhos foi morto, bem como também chegar até os outros elementos que participaram da execução, concluiu Dr Ivanildo ao Blog Ipaporanga Notícias.

DEPOIMENTO:. Em seu depoimento, José Carlos disse : Que está desempregado pois está usando tornozeleira eletrônica, não conseguindo arrumar trabalho; Que tem três filhos menores que está sob os cuidados da  sua genitora no Rio de janeiro, Que já foi preso por embriaguez ao volante e por mandado de prisão por receptação.

RELEMBREM  O  CASO  :
O corpo foi encontrado no final da manhã do dia  19/06/2019, na localidade de Linhares que fica entre os municípios de Nova Russas e Ipueiras.
A vítima já identificada como sendo o MARQUINHOS, filho do ex vereador Mourão Neto do município de Ipueiras.
Marquinhos residia na localidade de Mirador , zona rural de Ipueiras, e de acordo com informações o mesmo teria sido sequestrado por alguns indivíduos até o momento desconhecidos os quais teriam chegado na residência da vítima e teriam levado o mesmo, sendo que horas depois o corpo de Marquinhos foi encontrado crivado de bala na localidade de Linhares já no município de Nova Russas.
Até o momento a motivação também é desconhecida.

Marquinhos era da tradicional família Mourão, filho do ex vereador Mourão Neto, era sobrinho da dona Cleide que também mora em Ipueiras, e era primo do guarda municipal Hudson Moreira de Ipaporanga, e das irmãs Maria Cleide e Nádia de Ipaporanga.
Devido ao fato da vítima pertencer a uma tradicional familia da região e por ser filho de um ex vereador, o caso ganhou ampla repercussão a nível de Estado .

ACUSADO JÁ FOI PRESO NO MUNICÍPIO DE TAMBORIL:

No dia ( 27/07/2019) na CE-187,  mas precisamente no posto da PRF no Distrito de sucesso foi abordada a pessoa de nome: José Carlos Bacelar- 49 anos, serralheiro, residente Avenida Adélia guarín- São João de Meriti- Nova Iguaçu- Rio de Janeiro, mas que atualmente reside em Nova Russas.

O mesmo conduzia um veículo e ao ser abordado apresentava sintomas de haver ingerido bebida alcoólica. No interior do carro a polícia ainda encontrou uma pistola Airsoft e várias passagens para o Rio de Janeiro. O mesmo foi conduzido para a delegacia regional de Polícia Civil em Crateús e chegando na delegacia policiais constataram que contra o mesmo existia um mandado de prisão em aberto da Comarca de Guaraciaba do Norte, por estelionato e uso de documento falso( Na época ele teria apresentado um documento falso da marinha).

Marquinhos.

 

Local do Crime.
Nordeste Notícia
Fonte: Ipaporanga Notícias

Comente com Facebook