Mochileiro pela educação: ex-carteiro viaja pelo Brasil distribuindo livros
Mochileiro pela educação: ex-carteiro viaja pelo Brasil distribuindo livros

Há oito anos Thiago Silva deixou a profissão de carteiro e decidiu viajar pelo país distribuindo livros. A ação, que começou após uma leitura, teve como atual destino a Região do Cariri, no Ceará. Nesta terça-feira (21), o “mochileiro pela educação”, como gosta de ser chamado, chegou ao município do Cedro.

Thiago percorreu cerca de 860 quilômetros, de Maceió até o distrito de Santo Antônio, onde está localizado o Instituto Zuza Laureno, para fazer aquilo que escolheu para a vida: distribuir livros e incentivar a educação.

“A gente tem hoje a internet como uma ferramenta muito importante de conexão e eu conheci o Instituto, a gente foi se paquerando e acabou que chegou o dia de desembarcar aqui no Ceará para poder fazer essa ação. A gente trouxe livros, trouxe material escolar, uma ajuda complementar ao trabalho incrível que o Instituto já faz aqui na região”, disse o mochileiro.

Thiago Silva viajou de Maceió ao distrito de Santo Antônio, no Cedro, para doar livros ao Instituto Zuza Laureno, que atende jovens da região. — Foto: Reprodução
Thiago Silva viajou de Maceió ao distrito de Santo Antônio, no Cedro, para doar livros ao Instituto Zuza Laureno, que atende jovens da região. — Foto: Reprodução

O projeto visitado por Thiago atende crianças, adolescentes, adultos e idosos, fazendo um trabalho com a comunidade através do esporte, do artesanato, da educação e da cultura.

Conforme o presidente do Instituto, Ivanildo Lopes, os livros doados pelo mochileiro possibilitarão que as ações do local sejam estendidas a outras regiões.

“A chegada do Thiago aqui é superimportante para nós, porque nós temos a biblioteca comunitária e começamos agora o projeto biblioteca em movimento, que é sair do casarão e levar livros, revistas em quadrinhos, caça-palavras, e palavras-cruzadas para as demais comunidades rurais que são um pouco distantes daqui”, afirma Ivanildo.

Livros recebidos serão disponibilizados na biblioteca do Instituto no interior do Ceará. — Foto: Reprodução
Livros recebidos serão disponibilizados na biblioteca do Instituto no interior do Ceará. — Foto: Reprodução

Clarisse Bezerra é uma das adolescentes beneficiadas com o projeto. “É muito bom ler e conhecer vários livros e várias histórias”, destaca a adolescente.

A professora Célida Juliana de Oliveira foi uma das apoiadoras para a vinda de Thiago ao Ceará. Para a docente, é uma oportunidade que irá contribuir para o desenvolvimento.

“Enquanto professora universitária eu percebo a importância da pessoa ter uma educação fundamentada com qualidade na base desde criança. Ter essa oportunidade do Thiago trazer para a gente e para as nossas crianças uma literatura conhecida mundialmente, clássicos da obra literária, é fantástico”.

O “mochileiro pela educação” vê o trabalho como uma via de mão dupla. “É sempre importante salientar que cada jornada do mochileiro pela educação não só existe o compartilhamento de conhecimento, mas existe um aprendizado que eu levo também na minha mochila de volta para casa. Porque eu apreendo sobre culturas, aprendo sobre a tradição dos povos, sobre as pessoas que residem nos lugares por quais eu caminho”, relata Thiago.

Nordeste Notícia
Fonte: G1

       
Curta nossa página!
   
Envie sua notícia, clique na imagem!