221 tabletes de droga estavam escondidos em caixas transportadas em ônibus clandestino, que percorreu cerca de 2.700 km, até Quixelô ( Foto: VC Repórter )
221 tabletes de droga estavam escondidos em caixas transportadas em ônibus clandestino, que percorreu cerca de 2.700 km, até Quixelô ( Foto: VC Repórter )

A polícia militar do ceará (pmce) apreendeu 311,9 quilos de maconha que era transportada de são paulo, através de um ônibus clandestino, para o município de quixelô, no interior do ceará, a cerca de 400 km de fortaleza. Dois homens foram presos em flagrante e um terceiro suspeito está foragido.

Segundo o destacamento da polícia militar de Quixelô, uma equipe passava pela ce 375, no fim da noite da última terça-feira (13), quando visualizou um ônibus, de cor prata e placas clk-0226, parado no acostamento da rodovia descarregando caixas suspeitas em um veículo toyota corolla, de cor branca e placas pms-1571, e decidiu interrogar os dois homens que estavam na estrada. Ao ver a viatura se aproximar, o proprietário do veículo de passeio fugiu pelo matagal, deixando o automóvel, o material e seus pertences, inclusive documentos pessoais em nome de francisco luciano silva de andrade. Até o fechamento desta matéria, ele não havia sido preso pela polícia.

Após a fuga do suspeito, os policiais revistaram as caixas e encontraram 221 tabletes de maconha, pesando 300 quilos. O homem que estava realizando a entrega da droga era o motorista do ônibus clandestino, francisco carneiro de melo, que foi preso em flagrante e afirmou aos policiais militares que o produto pertencia ao passageiro belarmino bezerra de paula neto, que também foi detido.

Investigação

Os dois homens presos e a droga apreendida foram levados à delegacia regional da polícia civil de iguatu – que responde por quixelô – onde a dupla foi ouvida e a polícia instaurou inquérito para investigar o episódio de tráfico de drogas.

O delegado weslley alves de araújo contou à reportagem que o motorista francisco melo alegou, em depoimento, que não sabia o que estava transportando nas caixas, da capital paulista para quixelô. Belarmino neto afirmou que também desconhecia o produto ilegal, mas recebeu r$ 2 mil para contratar o transporte clandestino e ajudar na entrega. O ônibus não tinha regulamentação e costumava fazer a rota são paulo – quixelô.

Os dois suspeitos, que não tinham passagem pela polícia, serão indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. A dupla foi transferida de volta para quixelô, onde aconteceu a ocorrência, para ficar presa na cadeia dentro do destacamento da polícia militar. O suspeito foragido, francisco luciano, já foi preso pelo crime de tráfico de entorpecentes.

Toneladas

Com a apreensão realizada em quixelô, a secretaria de segurança pública e defesa social do ceará (sspds) ultrapassa o registro de 2,6 toneladas de entorpecentes localizadas no ano de 2016. Até o fim do mês de novembro, o número consolidado era de 2.361,07 kg.

A droga mais encontrada é a maconha, que até o fim do mês passado tinha 1.936,7 quilos apreendidos no estado e agora ultrapassa 2.248,6 kg.

A apreensão já faz de dezembro o mês que registrou, pelo menos, a segunda maior subtração de drogas, no ano de 2016, no ceará. Apenas o mês de janeiro somou mais droga recolhida pelas forças policiais, até agora, com 409,14 quilos.

Nordeste Notícia
Fonte: Diário do Nordeste/Messias Borges

Comentários
   
Clique para entrar em contato.
 
Ajude-nos a crescer ainda mais curtindo nossa página!
   
Clique na imagem para enviar sua notícia!