DJ Ivis na prisão (Foto: Reprodução)
DJ Ivis na prisão (Foto: Reprodução)

DJ Ivis teve o cabelo raspado na Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, em Aquiraz, no Ceará. O músico foi preso na última quarta-feira (14), após agredir a ex-mulher Pamella Holanda, e a polícia negou o pedido de habeas corpus feito pela defesa do artista neste sábado (17). Ivis permanecerá preso por tempo indeterminado e caso seja condenado por lesão corporal, a pena máxima é de três anos em regime aberto ou semiaberto.

Pamella Holanda publicou os vídeos da briga que chocou o país em suas redes sociais no domingo (12). Famosos e anônimos se manifestaram. Com isso, a polícia antecipou a prisão para evitar a fuga do criminoso. Em entrevista ao Fantástico, a estudante de arquitetura relatou alguns episódios de agressão. Um deles aconteceu depois que o músico mostrou para um amigo uma foto íntima de Pamella sem o seu consentimento.

“A gente começou a discutir porque ele mostrou uma foto íntima para o Charles, esse amigo dele, que é o braço direito dele. Eu perguntei o que é, até a hora que fui pra cozinha e ele me agrediu. Tentei me defender e ele se esquivou, daí quando virei de costas, ele me deu um soco e um chute. O soco nas costas foi tão forte que caí no chão sem conseguir respirar”, desabafou.

Antes disso, Pamella já havia revelado ao jornalista Léo Dias que a primeira agressão que sofreu de Ivis foi durante a gravidez. “Estava grávida de cinco meses, indo para o sexto. Ele me pegou pelo pescoço e me arrastou pelo corredor até o sofá, quando me jogou. Na cabeça [dele] é como se eu fosse um problema, um fardo, não podia dizer nada o que sentia. E sentia muita coisa, estava grávida, longe da minha família e em uma pandemia, em quarentena. Não tinha suporte dentro de casa”, disse.

   
Curta nossa página!
   
Envie sua notícia, clique na imagem!