O governador anunciou na sexta-feira o cancelamento do Carnaval (Foto: Reprodução Facebook)

O Governo do Ceará publicou neste sábado, 9, decreto único que prorroga o isolamento social no Estado até 31 de janeiro e suspende as festas de Carnaval. A decisão já havia sido anunciada pelo governador Camilo Santana na sexta-feira, 8, após reunião semanal do Comitê de gestão que acompanha a propagação da Covid-19 no Ceará.

Seguem vigentes as normas sanitárias como proibição de festas, shows e eventos sociais, antes previstas no decreto de fim de ano. Permanece em vigor o dever geral de proteção individual, ou seja, o uso obrigatório de máscara. Exceções são aplicadas somente a pessoas com deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado de máscara de proteção facial, conforme declaração médica; crianças com menos de três anos; e pessoas que estejam se alimentando.

PUBLICIDADE

 

Carnaval cancelado

A partir da decisão estadual, estão suspensos, em todo o Ceará, quaisquer festas ou eventos de pré-Carnaval e Carnaval, em ambientes abertos ou fechados. Tanto a iniciativa privada quanto as prefeituras estão proibidas de promover qualquer festejo.

Além disso, estão cancelados os pontos facultativos nos dias 15 e 16 de fevereiro, 2ª e 3ª feira de Carnaval. O Governo está propondo aos órgãos representativos competentes para a abertura do comércio, serviços e indústria durante os dias de Carnaval.

os órgãos de fiscalização do Estado e Prefeitura de Fortaleza (PMF) devem se reunir na próxima segunda-feira, 11, para definir ações de reforço da fiscalização sobre festas e eventos, aglomerações e uso de máscaras.

Confira o que pode e o que não pode durante o decreto

Restaurantes e barracas de praia

Podem funcionar somente até as 22h e estão proibidos de realizar qualquer tipo de festa, seja em ambiente aberto ou fechado.

Música ambiente e ao vivo é permitida desde que não haja espaço para dança ou qualquer outra atividade que caracterize festas.

Cada mesa pode ter no máximo seis pessoas e o local deve funcionar com ocupação de até 50% de sua capacidade.

Estão proibidas pessoas em pé, inclusive na calçada ou em fila de espera.

Hotéis, pousadas e afins

Cada apartamento ou quarto pode ter, no máximo, três adultos ou dois adultos com três crianças.

Funcionamento deve ser dentro do limite de 80% de sua capacidade total do estabelecimento.

Shoppings e comércio de rua

Podem funcionar das 9h às 23h, observado o limite de ocupação dentro dos estabelecimentos.

Controle eletrônico nas entradas principais dos shoppings informando, em painéis, a ocupação máxima permitida e a quantidade de pessoas presentes no local.

Eventos em áreas comuns

Estão proibidos quaisquer eventos sociais e corporativos, privados ou públicos, em ambientes abertos ou fechados no Estado.

Também estão proibidas festas em áreas comuns de quaisquer condomínios residenciais, de lazer e mistos.

 

 

 

Nordeste Notícia
Fonte: O Povo

Comente com Facebook