A Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) declarou, em comunicado na manhã deste sábado (24), que ainda não é possível confirmar um cenário de uma segunda onda da Covid-19 no Ceará. A informação rebate a análise feita pelo Comitê Científico do Consórcio Nordeste de “provável crescimento da transmissão”, divulgada em relatório nesta sexta-feira (23). O órgão estadual informou ainda que vem acompanhando diariamente a evolução dos casos de Covid-19 no Ceará e observa uma flutuação geográfica das estatísticas.

“Há pequenos surtos localizados, seguidos por uma queda nos registros, a exemplo do que aconteceu recentemente em áreas como o Cariri e Crateús. Mas há também aumento de casos em outras regiões, a exemplo da Região da Saúde de Fortaleza, onde na semana passada foram registrados 743 novos casos (crescimento de 72% em relação à semana anterior) nos 44 municípios da área, uma média de 106 por dia”, disse a Sesa em nota.

PUBLICIDADE

Mesmo não confirmando uma segunda onda da doença no Ceará, ao órgão afirma que há maior circulação do vírus em algumas áreas do estado e positividade de exames realizados.

“Apesar desses dados, ainda não é possível falar em uma segunda onda da epidemia no Estado, na medida em que ainda persiste uma tendência de queda no número geral de casos. A Secretaria segue avaliando o cenário epidemiológico e reafirma a importância da adoção de cuidados por parte da população cearense, no sentido de evitar aglomeração, usar a máscara e manter o isolamento social”.

Comente com Facebook