Chamas ainda antes de chegar à APA Pedra da Andorinha, na localidade de Taperuaba. — Foto: Corpo de Bombeiros

O incêndio que começou há cerca de 20 horas chegou à Área de Preservação Ambiental (APA) Pedra da Andorinha na manhã desta terça-feira (13), na Serrinha de Taperuaba, em Sobral, Região Norte do Ceará.

De acordo com o major Mardens Vasconcelos, da 1ª Companhia de Bombeiros, as chamas iniciaram por volta das 14 horas desta terça-feira (19). Parte do fogo foi debelado no início da noite desta segunda próximo às residências e nas margens da rodovia BR-222, no entanto, ainda se manteve na serra. “Outras guarnições estão indo para o local agora pela manhã e haverá combate com o apoio de profissionais da administração da Área de Proteção Ambiental (APA)”, afirmou o major.

PUBLICIDADE

Segundo Bruno Ary Ferreira, diretor de Parques, Jardins e Unidades de Conservação (AMA), altas temperaturas e os ventos fortes contribuíram para que as chamas subissem para a serra e ameaçasse a área de preservação. Bruno Ary disse ainda que além do efetivo do Corpo de Bombeiros de Sobral com caminhões-tanque, foram providenciados carros-pipa do município para ajudar a debelar as chamas.

Fogo consome vegetação próxima à Área de Preservação Ambiental Pedra da Andorinha — Foto: Corpo de Bombeiros

Fogo consome vegetação próxima à Área de Preservação Ambiental Pedra da Andorinha — Foto: Corpo de Bombeiros

Corpo de Bombeiros afirmou que as chamas começaram nesta segunda-feira por volta das 14h. — Foto: Corpo de Bombeiros

Corpo de Bombeiros afirmou que as chamas começaram nesta segunda-feira por volta das 14h. — Foto: Corpo de Bombeiros

Chamas controladas

Além de Sobral, outras cidades registraram ocorrências de incêndio nesta segunda-feira. Houve registros em Iguatu, Tianguá, Meruoca e Aquiraz. Nestes locais, segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas foram controladas. Somente em Iguatu, conforme o tenente-coronel Nijair Araújo, comandante do 4º Batalhão de Bombeiros Militar em Iguatu, merece atenção devido a pequenos focos isolados.

“Não houve mais solicitações para lá. Ainda há pequenos focos isolados. Não há perigo para área residencial. Fizemos o isolamento ainda ontem [segunda-feira]. Se o fogo retornar, voltará para a cicatriz do incêndio, área já queimada e não atingirá os apartamentos”, explicou.

Estado de emergência ambiental

Esta foi a primeira vez na histórica que o Ceará decretou estado de emergência ambiental para combate aos incêndios florestais. Geralmente, a medida ocorre para outras adversidades, como escassez hídrica ou inundações.

Com a decisão, a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) pode contratar brigadistas ambientais para atuação nas 28 unidades de conservação estaduais. As previsões de períodos mais críticos se dão, normalmente, através de portarias do Ministério do Meio Ambiente (MMA) ou decretos federais.

Nordeste Notícia
Fonte: G1

Comente com Facebook