O caso começou a vir à tona no ano de 2018, quando a mãe da criança (esposa do Acusado), compareceu a delegacia de polícia civil em Ipueiras para registrar um BO contra seu companheiro.

Na época a mulher relatou que o seu filho apresentava sangramento (partes íntimas), porém o caso se resumiu apenas em um simples BO, já que não foi instaurado nenhum inquérito para apurar o caso.

PUBLICIDADE

Com a chegada do novo delegado Dr Cleofilo Melo foi instaurado um inquérito para apurar a denúncia de estupro. As investigações foram concluídas, a mãe da criança foi ouvida e confirmou que seu filho era violentado pelo próprio pai.

A própria criança chegou a ser submetida a exames que teriam comprovado a violência.

Após concluir o inquérito, o delegado representou pela prisão preventiva do acusado junto a justiça que acatou o pedido, decretando a prisão do indivíduo.

De posse do mandado de prisão, policiais civis se deslocaram na manhã desta terça feira 13/10/2020, até a Localidade de Caboclo, zona rural de Poranga, onde deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva.

O homem preso foi identificado apenas como Pedro, 54 anos, o qual após a prisão foi encaminhado para a delegacia de polícia civil de onde foi encaminhado para uma penitenciária.

A nossa reportagem obteve a informação que a vítima atualmente com 12 anos de idade, continuava sendo violentado pelo pai, que mesmo separado da esposa, aproveitava as vezes que o filho iria lhe visitar para molestar a criança.

O pai nega as acusações, porém as investigações feitas pela polícia apontam que o crime aconteceu, inclusive que a vítima era violentado pelo acusado há muito tempo.

 

Nordeste Notícia
Fonte: Ipaporanga Notícias

Comente com Facebook