Vídeo mostra briga entre funcionária de pousada e inspetora da Polícia em Jericoacoara

Um vídeo de câmeras de segurança flagrou a briga entre uma inspetora da Polícia Civil e uma funcionária de uma pousada em Jericoacoara, no litoral do Ceará. O caso aconteceu neste domingo (11), quando a agente da polícia foi filmada agredindo uma funcionária da pousada onde estava hospedada.

O motivo da briga, segundo as envolvidas, foi uma questão ligada ao cumprimento de regras do estabelecimento.

PUBLICIDADE

Nas imagens, é possível ver a funcionária seguindo a inspetora e filmando a reação dela. Segundo a funcionária, a policial se recusava a cumprir as normas do estabelecimento. Logo em seguida, a inspetora vira e começa a agredir a funcionária da pousada, que a filmava. O vídeo também mostra as duas caídas ao chão, trocando agressões.

Polícia acionada

Policial agride funcionária de pousada em Jericoacoara, no Ceará
Policial agride funcionária de pousada em Jericoacoara, no Ceará

A dona da pousada, Antônia Maria de Sousa, contou que chamou a polícia, mas que os militares se recusaram a levar a agressora para a delegacia após saber que ela também era policial. Maria af

Policial agride funcionária de pousada em Jericoacoara, no Ceará

A dona da pousada, Antônia Maria de Sousa, contou que chamou a polícia, mas que os militares se recusaram a levar a agressora para a delegacia após saber que ela também era policial. Maria afirma também que a policial insistia em usar a piscina da pousada com amigos que não estavam hospedados, o que contraria as normas do estabelecimento.

“Os policiais disseram que não iam levá-la para a delegacia, e eu fui saber o porquê. Me disseram que, se quisesse, a gente que chamasse um táxi para ir até a delegacia. O policial militar me jogou no chão e me chutou dizendo que não era meu empregado. Ainda pegou meu celular e jogou dentro da viatura”, contou Antônia.
A polícia confirma o procedimento. “Não houve condução dos envolvidos à delegacia. Apenas o aparelho celular da dona da pousada foi apreendido e apresentado à autoridade policial na Delegacia Regional de Camocim”, diz a corporação, em nota.

Após também ter sido agredida, a empresária disse ter entrado em contato com advogados e ido até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com a funcionária, onde ambas foram medicadas. A vítima reclamou por que, mesmo em situação de flagrante, os policiais militares se negaram a encaminhá-la até um local onde pudesse ser feito exame de corpo de delito. A polícia se justificou dizendo “não ter vislumbrado situação de flagrante delito”.

Em nota, a Polícia Militar afirma que a inspetora negou ter agredido a funcionária e que “a suposta vítima das agressões não se apresentou [à polícia] enquanto ele [Batalhão policial que atendeu à ocorrência] e sua equipe estiveram no estabelecimento”.

Investigação

Policial descumpriu normas de pousada, afirma proprietária — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução

 

A Secretaria da Segurança Pública informou, por nota, que a ocorrência está sendo apurada. “Todas as circunstâncias do fato, bem como do atendimento prestado pelos profissionais de segurança acionados até o local são acompanhados pela pasta. Oitivas ocorrerão ainda na nesta segunda-feira (12) na Delegacia Regional de Camocim”, conforme a Secretaria da Segurança.

Já a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) disse ter determinado a imediata apuração dos fatos na seara administrativa disciplinar.

Comente com Facebook