Fortaleza está na quarta fase do processo de reabertura da economia — Foto: Thiago Gadelha/SVM

A taxa de transmissão do novo coronavírus chegou a 0,63 no Ceará, a menor já registrada no estado desde o início da pandemia, no mês de março, conforme a Secretaria Estadual da Saúde do Ceará (Sesa-CE). Já são mais de 190 mil infectados no Ceará e mais de oito mil óbitos.

A porcentagem é calculada a partir dos novos números de casos confirmados. Há cinco meses, conforme a secretaria, a taxa de transmissão era de 1,78. No dia 17 de março foi registrado o pico, com 2,0.

PUBLICIDADE

Na capital cearense, onde o aumento do número de pacientes diagnosticados com Covid-19 desacelera a taxa se encontra, atualmente, em 0,78, já tendo alcançando 2,02 nos meses anteriores.

O infectologista Keny Colares explica que a queda desta taxa tem relação com o alto número de pessoas já infectadas, adoção de medidas farmacológicas, como o uso de máscaras, e até mesmo a mudança de temperaturas climáticas.

“A medida em que temos mais casos confirmados, temos menos pessoas suscetíveis. A taxa de transmissão significa o número de pessoas, em média, que uma pessoa que está infectada é capaz de transmitir”, disse o especialista.

O médico exemplifica que um taxa acima de 1 é porque cada pessoa doente contamina mais de uma pessoa. Quando a taxa se aproxima de 0,5 isto demonstra que, na teoria, a cada duas pessoas que se infectam uma só transmite para outro paciente. Os números indicam que o vírus permanece circulando, que a transmissão ainda existe, mas em menor escala.

 

Nordeste Notícia
Fonte: SVM

Comente com Facebook