O governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou nesta segunda-feira (13) que vai iniciar a partir na terça-feira (14) as discussões sobre a nova fase do Plano de Retomada das Atividades Econômicas do estado. Segundo ele, a ideia é possibilitar que negócios ainda fechados possam ter dimensão de quando poderão reabrir seus estabelecimentos.

“Amanhã [terça-feira, 14] vamos iniciar a discussão em relação às próximas fases do novo decreto que será anunciado no fim dessa semana. Estamos antecipando para termos mais tempo para avaliar quais são as atividades que serão autorizadas para aquelas empresas e empreendedores possam saber e ter uma perspectiva em relação às atividades que serão autorizadas”, disse o governador em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais.

PUBLICIDADE

O Ceará é um dos estados mais afetados pela pandemia no Brasil, com quase 140 mil pessoas infectadas.

Avanço da reabertura econômica

Com movimentação tímida, restaurantes reabrem para o público em Fortaleza com série de restrições — Foto: Helene Santos

Com movimentação tímida, restaurantes reabrem para o público em Fortaleza com série de restrições — Foto: Helene Santos

Fortaleza está na segunda semana da terceira fase do plano de retomada. Nesta segunda-feira, barracas de praia foram autorizadas a reabrir no horário de almoço. O governador reforçou que todas as medidas estão sendo tomadas com muito rigor e critério.

“Temos tido muito critério e muita responsabilidade nas decisões aqui tomadas, sempre preocupados com a saúde e também com a economia. Estamos programando um conjunto de investimentos em agosto para aquecer a economia do estado. Lembrando sempre que não voltamos à normalidade, é importante as pessoas terem consciência disso, e usarem máscara”.

Fortaleza e sua macrorregião registram queda no número de casos e mortes pela covid-19. A região norte do estado segue na fase de transição, com redução no número de casos. Sertão Central, Litoral Leste e Jaguaribe estão na segunda semana da retomada econômica. Já o Centro-Sul do Ceará continua com cidades em isolamento rígido e aumento do número de pessoas doentes.

Nordeste Notícia
Fonte: SVM

Comente com Facebook