Legenda: Nuvem de gafanhotos chega a Argentina e ameaça entrar no Brasil pelo Rio Grande do Sul e Florianópolis
Foto: Divulgação/Governo da Província de Córdoba

O Brasil corre o risco de receber uma nuvem de gafanhotos originários do Paraguai, onde destruíram lavouras de milho. Os insetos avançaram para a Argentina, próximo ao território que faz fronteira com o Brasil e o Uruguai.

Segundo especialistas, é possível que em um quilômetro quadrado se sustentem até 40 milhões de gafanhotos, com capacidade para consumirem em um dia a quantidade de pastagem equivalente a 2 mil vacas ou 350 mil pessoas.

PUBLICIDADE

Conforme as análises de agrônomos e produtores argentinos, a nuvem pode entrar no território brasileiro pelo oeste do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Os insetos chegaram ao país vizinho no fim da semana passada.

Segundo o governo argentino, a principal preocupação em relação aos gafanhotos diz respeito às plantações e pastagens, já que não causam danos diretos a seres humanos.

Em entrevista ao Portal G1, o engenheiro agrônomo Daniel da Costa Soares, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) de Uruguaiana, alerta para a situação inédita tanto para produtores, quanto para profissionais da área. “Ainda não temos muita certeza do que vai acontecer, se eles vão entrar aqui ou não, mas já estamos conversando com produtores sobre o assunto”, diz.

Nordeste Notícia
Fonte: Diário do Nordeste

Comente com Facebook