Caso os indicadores do coronavírus se mantenham estáveis no Ceará, salões de beleza poderão operar com 100% do trabalho presencial – porém, sem aglomerações – na terceira fase da retomada.
Foto: Fabiane de Paula

A abertura de serviços não essenciais no Ceará, como salões de beleza e academias, ocorre em etapas distintas no plano de retomada das atividades econômicas e comportamentais, divulgado nesta quinta-feira (28) pelo Governo do Estado. Logo na fase de transição, que começa nesta segunda-feira (1º) e vai até o dia 7, cabeleireiros, manicures a barbearias poderão voltar a funcionar com 30% do trabalho presencial.

Caso os indicadores do coronavírus se mantenham estáveis no Ceará, a mesma categoria poderá operar com 100% do trabalho presencial – porém, sem aglomerações – na terceira fase da retomada, prevista para ocorrer entre 6 e 19 de julho.

PUBLICIDADE

Já no caso das academias, o retorno ao funcionamento deve acontecer na quarta e última fase do processo, no intervalo entre o dia 20 de julho e 2 de agosto. Caso todas as demais fases ocorram sem adiamentos.

O plano de retomada foi apresentado no início da tarde pelo governador Camilo Santana, durante uma live transmitida através de rede social, com a presença do secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins, o doutor Cabeto.

Nordeste Notícia
Fonte: Diário do Nordeste

Comente com Facebook