Centro de Fortaleza permaneceu com as portas de lojas fechadas durante o período de isolamento social. — Foto: José Leomar/Sistema Verdes Mares

O governador do Ceará, Camilo Santana, divulgou nesta quinta-feira (28) os detalhes do plano de retomada das atividades econômicas do estado em recuperação aos efeitos da epidemia do novo conoravírus (SARS-CoV-2). A partir do dia 1º de junho até o dia 7, haverá uma fase de transição, seguida por outras quatro, cada uma com 14 dias, com a divisão das atividades liberadas para retomarem por grupos. Já na primeira fase, setores do comércio já poderão funcionar. Escolas estão na última fase.

Também na primeira fase serão permitidas a atuação da indústria química, 30% da cadeia da construção civil em obras com até 100 operários; lojas de construção civil; cadeia da saúde (óticas, escritórios, clínicas de dentistas); e cuidados pessoais, como cabeleireiros e barbeiros.

PUBLICIDADE

Todo o processo será avaliado e poderá sofrer mudanças, contudo. Segundo Camilo, o plano de retomada é comportamental, baseada em critério de risco sanitário e outro econômico e social. As fases serão especificadas por decretos.

O anúncio foi feito por meio das redes sociais do governador. Antes, no mesmo pronunciamento, o secretário da Saúde do estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o dr. Cabeto, mostrou gráficos que, segundo ele, demonstram a eficácia do isolamento social na redução do crescimento de casos e óbitos por Covid-19.

Confira abaixo como será o retorno de cada setor da economia durante o plano de retomada econômica no Ceará.

Fase de transição (1/06)

Fase de transição correspondendo aos primeiros sete dias de retomada econômica no Ceará. — Foto: Governo do Ceará

Fase de transição correspondendo aos primeiros sete dias de retomada econômica no Ceará. — Foto: Governo do Ceará

Primeira fase (8/06)

Primeira fase do plano de retomada econômica no Ceará. — Foto: Governo do Ceará

Primeira fase do plano de retomada econômica no Ceará. — Foto: Governo do Ceará

Segunda fase (22/06)

Segunda fase do plano de retomada econômica do Ceará — Foto: Governo do Ceará

Segunda fase do plano de retomada econômica do Ceará — Foto: Governo do Ceará

Terceira fase (6/07)

Terceira fase do plano de retomada econômica do Ceará. — Foto: Governo do Ceará

Terceira fase do plano de retomada econômica do Ceará. — Foto: Governo do Ceará

Quarta fase (20/07)

Quarta fase do plano de retomada econômica do Ceará. — Foto: Governo do Ceará

Quarta fase do plano de retomada econômica do Ceará. — Foto: Governo do Ceará

Confira alguns destaques do plano de retomada econômica

Escolas

  • Passam a funcionar na quarta fase do plano, inicialmente a partir de 20 de julho

Igrejas e templos

  • Entre 22 de junho e 5 de julho podem funcionar com 20% de sua capacidade
  • Entre 5 e 19 de julho podem funcionar com 50% de sua capacidade
  • A partir de 20 de julho podem funcionar com 100% da capacidade

Salões de beleza e barbearias

  • A partir de 1º de junho poderão funcionar com 30% de sua capacidade
  • A partir da terceira fase poderá funcionar com 100% de sua capacidade

Academias, clubes, shows e espetáculos

  • Poderão funcionar com 100% da capacidade na quarta fase do plano, inicialmente a partir de 20 de julho

Shoppings

  • A abertura dos estabelecimentos nos shoppings segue a ordem de abertura de cada setor de comércios e serviços, contando a partir da primeira fase do plano, inicialmente prevista para 8 de junho

Cinemas

  • Poderão funcionar com 100% da capacidade na quarta fase do plano, inicialmente a partir de 20 de julho

Treinos dos times de futebol

Transporte

  • Metrofor e transporte rodoviário na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) estão na fase de transição e voltarão a funcionar a partir de 1º de junho com 30% da capacidade
  • Transporte rodoviário interestadual, excursões e locação de automóveis fazem parte da 4ª fase da retomada, a partir de 20 de julho

Nordeste Notícia
Fonte: G1

Comente com Facebook