Percurso de 3 km até o centro da cidade cearense de Várzea Alegre é feito no ritmo tradicional do samba — Foto: Honório Barbosa/Sistema Verdes Mares

Por volta das 17h deste domingo (3), integrantes da bateria da escola de samba Unidos do Roçado de Dentro deixaram a concentração no sítio na comunidade de mesmo nome da escola e seguiram em direção ao centro da cidade de Várzea Alegre, no sul do Ceará para o tradicional desfile, que acontece todos os anos no domingo de carnaval.

Com 15 alas, um carro alegórico e cerca de 350 integrantes, os componentes percorrem três quilômetros. No fim do trajeto, encontram as demais agremiações para desfilar na Avenida Durval Soares.

PUBLICIDADE

Este ano, o figurino dos integrantes faz referência à banda baiana Olodum. Caio Souza, maestro da escola de samba, explica a homenagem. “A gente escolheu Olodum porque tem um ritmo que combina com a nossa percussão. Por isso vamos representá-la na avenida”.

Segundo Valdir Menezes, integrante da escola, a expectativa para o desfile é a melhor possível. “A bateria está bem ensaiada, o samba está na ponta da língua. Estamos preparados. A expectativa é que seja bom. Fizemos nossa parte. Deus abençoe e vamos fazer bonito”, conta.

A Esurd, como é conhecida a agremiação, é formada por maioria de agricultores e seus filhos, mas tem também a participação de moradores da cidade, profissionais liberais e comerciantes. A escola mantém a tradição há 56 anos e é uma expressão viva da cultura carnavalesca brasileira.

História

A escola é considerada a primeira agremiação carnavalesca rural do Brasil. E há 56 anos, o domingo de carnaval passou a ser diferente com a apresentação da Unidos da Roçado de Dentro em Várzea Alegre.

“A escola surgiu como uma brincadeira de nossos pais, avós e tios, que num domingo à tarde em 1963 resolveram sair daqui do sítio Roçado de Dentro para ir brincar o carnaval na cidade. Saíram todos maltrapilhos, com caras pintadas de carvão, tocando instrumentos musicais e foram até a cidade”, relembra Vicente Menezes, membro da diretoria, que está na escola há 45 anos.

Nordeste Notícia
Fonte: G1

Comente com Facebook