Foram retomadas nesta quarta-feira as operações de busca do avião com o jogador de futebol ítalo-argentino Emiliano Sala. A aeronave desapareceu na segunda-feira sobre o Canal da Mancha, entre o norte da França e o sul da Grã-Bretanha.

“Retomamos a busca. Dois aviões decolaram, e concentraremos nossas buscas em uma zona precisa, na qual, na nossa opinião, temos a maior probabilidade de encontrar algo, baseando-nos no estudo das marés e da meteorologia desde o desaparecimento do avião”, afirmou o capitão da polícia David Baker, às 5h30 (horário de Brasília), nas redes sociais.

PUBLICIDADE

avião Piper PA-46 desapareceu do radar na noite de segunda-feira a 20 quilômetros da ilha Guernsey, após decolar da cidade francesa de Nantes para Cardiff, no País de Gales, onde Sala iria integrar o elenco da equipe na disputa do Campeonato Inglês. Sala foi contratado em uma negociação de US$ 19 milhões (cerca de R$ 72,2 milhões).

Na terça-feira, autoridades responsáveis pelas operações de busca disseram que não esperam encontrar sobreviventes. Nesta quarta-feira, a imprensa argentina divulgou um áudio, enviado por Sala a um grupo de amigos nas redes sociais.

“Estou aqui em cima, em um avião que parece que está a cair os pedaços e estou indo para Cardiff logo pela manhã”, disse, em um dos trechos do áudio, que foi divulgado pela imprensa argentina. “Se em uma hora e meia não tiver novidades minhas, não sei se vão mandar alguém me buscar, porque não vão me encontrar mas… já sabe. Deus! Que medo eu tenho”, desabafou, em outro trecho do áudio.

Em sua carreira, Sala praticamente só atuou no futebol francês. Ele deixou a Argentina ainda na juventude para reforçar a base do Bordeaux. Após ser promovido ao time principal do clube, passou a ser emprestado para times menores, até se transferir para o Nantes, em 2015.

Nordeste Notícia
Fonte: Diário do Nordeste

Comente com Facebook