Adolescente Maria Eduarda Neves Peres foi morta asfixiada em Rio Verde (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

Dois primos de 19 anos foram presos na tarde de quinta-feira (24) suspeitos de matarem a adolescente Maria Eduarda Neves Peres, de 13 anos, em Rio Verde, no sudoeste de Goiás. De acordo com as investigações, o namorado dela e o familiar acreditavam que a garota passaria informações deles para que criminosos rivais pudessem mata-los. À polícia, eles confessaram o crime.

A adolescente foi morta asfixiada na madrugada do dia 22. Ela tinha saído para uma para uma festa. O corpo dela foi encontrado a cerca de 700 metros da casa do namorado.

PUBLICIDADE

Segundo a polícia, Alessandro Moreira Soares tinha um relacionamento com a vítima. Ele e o primo, José Ribamar de Jesus Neto, tinham envolvimentos com práticas criminosas no bairro e tinham rixa com outros criminosos. O G1 não conseguiu identificar os advogados de defesa dos presos.

“A Maria Eduarda tinha trânsito livre entre esses grupo, mas começou a se aproximar mais do Alessandro depois que ele foi expulso do bairro por criminosos rivais. Ele e o primo dele pensaram, então, que ela queria era armar a morte deles levando informações ao outro grupo”, disse o delegado Wellington Lemos.

Após a morte da adolescente, os dois suspeitos chegaram a ir até a delegacia para falarem que não tinham envolvimento com o crime e apresentar álibis. Porém, durante o interrogatório, Alessandro apresentou contradições e acabou confessando que tinha cometido o crime, apontando o prime como cúmplice. Segundo a corporação, José Ribamar também confessou envolvimento.

“A Maria Eduarda foi morta por asfixia, sendo usada uma camiseta para isso. Ela tinha convívio com pessoas do mundo do crime, mas, a princípio, não ficou comprovado que ela tinha intenção de armar uma emboscada para os dois”, explicou o delegado.

Os dois suspeitos foram presos em flagrante por homicídio com três qualificadoras. Eles foram encaminhados para o presídio da cidade. A polícia vai pedir a prisão preventiva dos dois à Justiça..

Nordeste Notícia
Fonte: G1

Comente com Facebook