cearenses-o-povoUma nasceu no Espírito Santo e cresceu no Pará. A outra é de Mato Grosso do Sul e se profissionalizou no Rio de Janeiro. Em comum, a escolha por Fortaleza como local de formação da parceria. Larissa e Talita rodaram o Brasil e o mundo com títulos ao longo de suas carreiras no vôlei de praia antes de se juntarem na Capital, onde Larissa já pode ser considerada uma local com seus 15 anos de moradia fixa.

“O Ceará já me deu muitas alegrias. Quinze anos bem vividos com pessoas que ajudaram muito na minha carreira. Se não fossem por esses cearenses, não estaria aqui hoje nem jogaria esta Olimpíada em casa. Se esta for uma forma de recompensa, espero trazer essa medalha para mim, para minha família e todas essas pessoas que compartilharam comigo todos esses anos”, diz Larissa.

PUBLICIDADE

No flanelógrafo do centro de treinamento da dupla no bairro Sapiranga constam as planilhas do que deve ser seguido nas rotinas de exercícios e viagens. Ali estão fixadas uma porção de tachinhas amarelas. Formando a palavra ouro, elas perfuram a cortiça indicando onde está o foco das duas. Exatamente na única conquista que lhes falta. Cada uma já tem duas Olimpíadas na memória. Talita bateu na trave com o 4º lugar ao lado de Renata em Pequim-2008 e saiu de Londres-2012 com o gosto amargo da eliminação precoce junto com Maria Elisa. Já Larissa viveu situação semelhante ao cair nas quartas de Pequim ao lado de Ana Paula (que substituía a lesionada Juliana). Somente quatro anos depois ela conseguiu levar para a estante de conquistas uma medalha, o bronze, e desta vez com Juliana.

Após uma pausa na carreira, Larissa decidiu voltar em busca do sonho de ter uma nova medalha com outra cor. Talita sempre fora a primeira escolha para o retorno. Em Fortaleza, começava então a parceria mais vitoriosa dos últimos dois anos no vôlei de praia. Entre os triunfos, o título do Circuito Brasileiro, o vice do Circuito Mundial, além de nada menos que 13 etapas do torneio internacional. Ao todo, 24 títulos em 38 eventos disputados.

Tantos pódios e troféus fazem de Larissa e Talita as únicas “cearenses” na Rio-2016 com chances reais de pódio. “(Confiança) É algo que faz parte de todo esse processo para a conquista desta medalha. É também companheirismo, respeito. É tudo o que a gente veio traçando para chegar no ápice que é esta medalha”, finaliza Larissa.

A DUPLA

Larissa França

Data de nascimento: 14/4/1982, em Cachoeiro do Itapemirim-ES

Principais conquistas: medalhista de bronze em Londres-2012, campeã Mundial 2011 (Roma, Itália), seis vezes campeã do Circuito Mundial (2005, 2006, 2007, 2010, 2011 e 2012), campeã do World Tour Finals 2015, sete vezes campeã do Circuito Brasileiro (2005, 2006, 2007, 2008, 2010, 2011 e 2015)

 Talita Antunes

Data de nascimento: 29/8/1982, em Aquidauana -MS

Principais conquistas: medalhista de bronze no Mundial 2009 (Stavanger, Noruega), duas vezes campeã do Circuito Mundial (2013 e 2015), campeã do World Tour Finals 2015, duas vezes campeã do Circuito Brasileiro (2009 e 2015)

Vôlei de Praia Feminino no Rio

Favoritas ao ouro: Larissa/Talita (Brasil) e April Ross/Kerri Walsh (EUA)

Brigam por medalha: Ágatha/Bárbara Seixas (Brasil), Laura Ludwig/Kira Walkenhorst (Alemanha), Heather Bansley/Sarah Pavan (Canadá) e Madelein Meppelink/Marleen van Iersel (Holanda)

Nordeste Notícia
Fonte: OPovo

Comente com Facebook