Um homem de 28 anos foi preso em Juazeiro do Norte, no Ceará, suspeito de estuprar duas enteadas. Contra ele foi expedido um mandado de prisão preventiva. O agressor, que é soropositivo, confirmou à Delegacia de Defesa da Mulher que os abusos aconteciam há, pelo menos, quatro anos. A polícia também indiciou por estupro outro suspeito, que seria companheiro da avó das vítimas. Ele está foragido.

Conforme a equipe de investigação, no último mês de setembro a mãe das meninas procurou a unidade policial para relatar o caso contra o ex-companheiro. Ele ficava responsável pelas crianças enquanto a mão trabalhava. Já o companheiro da avó praticava os abusos quando a menina ficava na casa da avó materna.

O ex-padrasto foi encontrado nesta terça-feira (6), em uma igreja evangélica no Bairro Pedrinhas, em Juazeiro. Ele já tinha passagem pelo crime de ameaça e foi indiciado por estupro de vulnerável e está à disposição da Justiça para responder o crime em reclusão.

Depoimentos

Na época do crime, as crianças tinham 9 e 10 anos. O suspeito admitiu que teve relações com a mais velha por duas vezes.

A mãe das meninas afirma que descobriu o crime quando teve uma conversa com elas sobre pecado e catecismo. Elas então contaram que o padastro e o companheiro da avó as beijavam e acariciavam, também tocando em suas genitais.

“Ele disse que foram dois atos e alegou que usou preservativo”, conta a delegada Deborah Gurgel, titular da Delegacia de Defesa da Mulher. Contudo, a criança disse que aconteceu várias vezes, até mesmo sem perceber, pois, teria o sono pesado. O exame de corpo de delito constatou a ruptura himenal.

Fonte: G1