Foto mostra carro sujo de vômito

Um homem denunciou, nas redes sociais, que foi vítima de um golpe aplicado por motorista da Uber. O caso ocorreu no último dia 24, quando, às 2 horas da madrugada, Vidal Junior solicitou uma corrida para casa. Após ter pago R$ 16 pela corrida, o passageiro descobriu que foi denunciado pelo motorista e precisou pagar R$ 350. Ele diz ter sido vítima do “golpe do vômito”.
“Quando o motorista aceitou a corrida, que analisei o perfil dele, logo cancelei. Pelo horário era difícil encontrar outro motorista. Solicitei algumas vezes e todas esse cara estava aceitando”, conta o Vidal. “No carro, notei que a foto do perfil não era realmente dele”.
Vidal Junior chegou em casa por volta das 2h20min e pagou R$ 16 pela corrida, cobrada no cartão de crédito. No dia seguinte, descobriu que a empresa estornou o valor e descobriu um novo desconto de R$ 350. Vidal recebeu da empresa mensagem afirmando que “um motorista parceiro havia informado um incidente na corrida”.
Questionada, a empresa teria respondido com a imagem de um carro sujo por “vômito” e alegou que o custo para a limpeza do veículo teria que ser pago pelo passageiro. “O pior de tudo é que a Uber não questiona nada ao usuário”, reclama.
“Depois de muito questionar e informar que iria entrar na justiça por danos morais, eles mandaram uma mensagem dizendo que “em caráter de exceção” iriam estornar o valor, mas a reincidência do fato não iria me permitir ter reembolso”, continua o jovem em publicação no Facebook.
Em nota, a Uber diz que o caso já foi resolvido e que praticar ou participar de uma ação fraudulenta, de qualquer natureza, é uma violação clara dos Termos e Condições de Uso. “Estamos constantemente avaliando nossos processos e tecnologias relacionados a essas questões, e tomaremos as medidas cabíveis sempre que uma possível fraude for identificada”, conclui.
Nordeste Notícia
Fonte: Diário do Nordeste