WhatsApp
O rapaz estava divulgando as mensagens pelo aplicativo de WhatsApp (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil/Agência Brasil)

Um homem foi preso na tarde desta quinta-feira (19) por divulgar mensagens em redes sociais ameaçando eleitores que irão votar no presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). De acordo com o delegado 6º Distrito Policial (DP), Bruno de Figueiredo, o suspeito foi encontrado durante operação da Polícia Civil de combate a expulsão de famílias  por facções criminosas, no bairro Ancuri.

Esse é o segundo caso semelhante em uma semana na capital. As informações são do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

Durante a operação para combater a expulsão de moradores por facções criminosas, a Polícia prendeu um homem por disseminar mensagens ameaçadores contra eleitores contra Jair Bolsonaro (PSL). De acordo com o titular do 6º DP, quatro homens foram abordados na Jornalista Tomaz Coelho em frente ao Frotinha da Messejana. Todos já possuíam antecedentes criminais.

Ao vistoriar o celular de um deles, a Polícia encontrou uma mensagem que seria enviada para todos os contatos do suspeito. “Era bastante explícito, dizendo que alguns ‘meninos bons’ iriam estar na rua para quem estivesse trabalhando para Jair Bolsonaro”, afirmou o Bruno. Emanuel Denys Mendonça Rodrigues, de 28 anos, foi autuado pela lei das organizações criminosas.

Esse é o segundo caso registrado em Fortaleza em uma semana. Nesta terça-feira (16), dois homens foram presos em flagrante, no bairro Vicente Pinzon, por ameaçar eleitores de Bolsonaro. Os dois foram identificados como Lucas Cavalcante de Anastácio, de 21 anos, que já tinha passagem por roubo e associação criminosa, e Alan Izídio Monteiro, de 32 anos, com passagem por roubo.

Em uma das mensagens divulgadas nas redes sociais, os suspeitos afirmaram que “toda ação tem uma reação” e que o voto ao candidato será cobrado posteriormente. Na avaliação de Bruno, as ameaças são um atentato à democracia. “O voto é secreto. O cidadão pode votar em que ele quiser. É um verdadeiro atentado ao Estado democrático brasileiro”, ressaltou.

Nordeste Notícia
Fonte: Tribuna do Norte