Uma jovem de 22 anos morreu após ser baleada dentro de um carro no bairro Morada da Barra, em Vila Velha, na noite deste sábado (18). Thaís de Oliveira chegou a ser socorrida, mas deu entrada no hospital já sem vida.
A vítima e quatro pessoas da família haviam ido ao local para buscar um bolo, pois era aniversário da mãe e da irmã dela.
Uma tia de Thaís, que pediu para não ser identificada, era quem dirigia o carro. A família havia acabado de sair da igreja e estava indo pegar o bolo para comemorar os aniversários.

“Quando estávamos entrando na rua próximo ao lugar combinado pra pegar esse bolo, eu fui abordada por um homem negro, alto, com um gorro na cabeça. Ele deu um tiro, que já acertou a Thaís, e mandou parar o carro. Mas quando eu vi que ela já estava baleada, eu não tive outra reação a não ser arrancar com o carro e ir embora, e eles continuaram atirando. Foi muito tiro mesmo, parecia que nós éramos os bandidos”, disse a tia.A tia contou que a família foi abordada por dois homens, mas que não houve anúncio de assalto.
“Eram dois assaltantes, vagabundos, não sei. Em momento nenhum momento eles anunciaram que era assalto, um estava de um lado da rua e outro do outro lado. Fui pulando todos os quebra-molas, saí em uma pista e pedi socorro. Passou um casal que ajudou a socorrer, mas quando tiramos ela do carro e levamos para o hospital, ela já deu entrada sem vida”, falou.O tiro acertou as coisas de Tháis. A avó da jovem também foi atingida de raspão, mas foi atendida e passa bem.
“Era uma simples comemoração que virou uma tragédia na nossa vida. Ela era uma jovem bonita, cheia de sonhos, que teve a vida ceifada por criminosos. Se eles tivessem pedido o carro, o que tinha dentro, eu tinha entregado sem pestanejar, mas já chegou atirando e foi um tiro fatal”, lamentou a tia.

O corpo foi levado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória. Polícia Civil informou que a ocorrência foi atendida pelo Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e o caso seguirá sob investigação. Denúncias podem ser feitas por meio do Disque-Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br, com sigilo e anonimato garantidos.

Nordeste Notícia