Maxi López é apresentado no Vasco (Foto: Giba Perez)

O atacante Maxi López foi apresentado pelo Vasco no início da noite desta terça-feira, em São Januário, um dia depois de chegar ao Brasil. O jogador de 34 anos, que assinou contrato até o fim de 2019, explicou a escolha pelo Cruz-Maltino e a volta para o Brasil – ele já havia atuado no país pelo Grêmio.

– É uma oportunidade importante ir para o um grande time. Estava com vontade de me sentir importante. É um projeto que eu queria, voltar para o Brasil. Já assisti ao jogo de ontem e fiquei apaixonado pela torcida. Vou tentar fazer meu trabalho para dar alegria – disse Maxi López.

O reforço vestirá a camisa 11, consagrada por Romário, e admite a responsabilidade, mas promete corresponder às expectativas.

– Para mim é uma responsabilidade. Um craque, um ídolo do Vasco. Vou fazer o melhor de mim o tempo inteiro por esse clube, por esse time – falou.

Quando decidiu voltar ao Brasil, Maxi López teve, também, de decidir se deixaria sua família na Itália, onde atuou nos últimos anos. Apesar da difícil decisão, não teve dúvidas.

– Essa foi a decisão mais difícil da minha vida futebolística e da vida. Quando falaram do Vasco, falei 100% sim. Deixei a família na Itália, mas aceitei. Me fizeram sentir importante – completou.

Veja outros trechos da entrevista de Maxi López:

Estilo de jogo

– Sou um centroavante de área. Já mostrei alguma coisa no Grêmio e agora espero fazer mais.

Quando estará à disposição

– Tenho que conversar com treinador. Estava no período de férias, mas treinando. Tenho que conhecer os companheiros, entrar no ritmo. No Brasil joga-se o tempo todo. A decisão vai ser do treinador, e eu vou tentar ficar pronto o mais rápido possível.