Vítima

Tudo teve início na manhã desta segunda feira 02/07/2018, quando foi assassinado a pedradas e pauladas a pessoa de:  Antônio Edmilson de Araújo Rodrigues, vulgo Barrinha
O corpo da vítima foi encontrado por volta das 15:00hs , dentro de uma residência abandonada no Bairro Praça do Cristo (Beira Rio)  na cidade de Ipueiras.

Crime elucidado:
Após tomar conhecimento do crime, o comando da 2°Cia, enviou um reforço policial para a cidade de Ipueiras, reforço este sob o comando do sargento Robério e Sargento Martins.
Ao chegarem na cidade de Ipueiras, os dois competentes Sargentos Robério e Martins começaram a fazerem diligências e a ouvirem populares, foi quando os PMs receberam uma informação dando conta de que um determinado adolescente estaria envolvido no crime.
Diante da informação, os PMs conseguiram localizar o adolescente citado como suspeito, e após uma conversa com os policiais, o adolescente resolveu abrir o jogo é confessar para a polícia a autoria do crime.
O adolescente relatou que o mesmo havia passado a madrugada ingerindo bebida alcoólica juntamente com um comparsa de nome Neto, é uma mulher conhecida por Kelly, além da vítima no caso o Barrinha, e que por volta das 5:00hs da manhã, a vítima e os acusados foram até uma residência, onde nessa residência o elemento de nome Neto teria desferido um murro na vítima que acabou caindo ao solo, e que neste momento a mulher de nome Kelly de posse de uma pedra e um pedaço de pau passou a desferir pancadas na cabeça da vítima que veio a óbito no local.
Diante da confissão do adolescente, os policiais Sargento Martins e Sargento Robério continuaram as diligências e conseguiram localizar o indivíduo de nome:. Domingos Cardoso Chaves, vulgo Neto , como também conseguiram efetuar a prisão da mulher, no caso a Acusada:.  Ana Kelly Ferreira Sales, nascida aos 03 de outubro de 1991.
O trio foi encaminhado para a a delegacia de polícia de Ipueiras, onde Neto e Kelly negam envolvimento na morte do agricultor, porém o adolescente afirma categoricamente que ambos tiveram participação e que foi Kelly que executou a vítima.
Vale salientar que o adolescente juntamente com o Neto e a Kelly foram encaminhados para a delegacia de polícia civil em Crateús para serem apresentados ao delegado plantonista para a realização dos procedimentos cabíveis.