O fato foi registrado na manhã deste sábado 12/05/2018, na cidade de Poranga, e a vítima foi a jovem:. Maria Riqueline Vieira Rodrigues, filha de Gonçalo Rodrigues da Silva Neto e Lúcia Vieira de Sousa, natural de Poranga, nascida aos 30/09/1997, solteira, do lar, residente no Bairro Cohabe em Poranga.

A vítima compareceu ao destacamento policial de Poranga e relatou para os policiais, que estava na residência de Nildele e outra mulher conhecida por Aninha, e que Nildele e Aninha teriam pedido para usar o celular da vítima, sendo que neste momento as acusadas pegaram a vítima e amarraram a mesma em uma cadeira e começaram a agredi-la fisicamente, onde uma das acusadas pegou uma tesoura e cortaram o cabelo da vítima, dizendo a todo instante que iriam matar a mesma.
Nildele e Aninha ainda tentaram colar fitas adesivas na boca de Riqueline que foi bastante espaçada.

Ainda segundo a vítima em um determinado momento a vítima conseguiu se soltar e conseguiu correr e em seguida consegui ajuda de uma tia, que levou a vítima até a delegacia onde a mesma relatou o ocorrido.
De imediato a viatura composta pelo sargento Martins, e soldados Gleidson e Sobrinho saíram em diligências e foram até a residência de Aninha no Bairro Betânia, onde encontraram Nildele que foi presa em flagrante.
Já Aninha conseguiu fugir e não foi localizada.

A mulher presa:. Francisca Nildele Gomes de Sousa, filha de Antônio Cesário de Sousa e Nivalda Gomes Fernandes de Sousa, natural de Poranga, nascida aos 01/07/1997, do lar , residente no Bairro Aeroporto, próximo a Igreja São Francisco na cidade de Poranga, a qual foi encaminhada para a delegacia de polícia civil em Crateús onde foi autuada  nos artigos 121 parágrafo 2°, inciso 2 do CPB c/c artigo 14 ( tentativa de homicídio) e ainda no artigo 147 do CPB.

Vale salientar que a acusada foi colocada em liberdade , e o flagrante foi feito por portaria.

Segundo informações o motivo de toda confusão teria sido uma dívida da vítima com as acusadas.