A Copa do Nordeste terá um novo formato a partir da próxima temporada. No ano que vem, a competição será realizada com 16 clubes divididos em dois grupos de oito integrantes cada. Os times de uma chave enfrentarão os da outra. Ao final de oito rodadas, os quatro melhores classificados de cada grupo garantem classificação para as quartas de final. A informação foi publicada inicialmente pelo jornal Correio* e confirmada pelo GloboEsporte.com.

A mudança foi uma reivindicação dos clubes, interessados em contar com uma primeira fase com mais clássicos. Para tanto, equipes do mesmo estado ficarão em chaves distintas, o que garante encontros como entre Bahia e Vitória ou Náutico e Santa Cruz, por exemplo. Atualmente, a primeira fase da Copa do Nordeste tem 16 times divididos em quatro grupos, e os dois melhores times de cada chave avançam para as quartas de final.

– Foi aprovado hoje, estou em Recife, tivemos uma reunião aqui. Vamos levar isso para a CBF. A gente vai ter mais renda, mais receita. A competição também vai ficar mais atrativa – contou Alexi Portela, presidente da Liga do Nordeste, em conversa com o GloboEsporte.com.

Apesar de ter o formato definido, a Copa do Nordeste de 2019 ainda não tem uma certeza sobre a quantidade de datas. Com oito rodadas na primeira fase, os clubes que disputarão a final terão 14 partidas, contra 12 do modelo atual. Alexi Portela diz que vai reivindicar junto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a ampliação do torneio. Caso não consiga, o Nordestão terá quartas de final e semifinais definidas em partidas únicas, com mando de campo da equipe com melhor campanha.

– Tentaremos mais duas datas. Se não conseguir, vai ser só jogos de ida. Estou otimista. Acho que é uma coisa que a gente não vai tirar muitas datas dos estaduais. Só questão de se programar dentro das competições. Acho que tem como ser assim. Mas não posso garantir.