Residência em Sobral ficou alagada por conta da chuva dos últimos dias (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Após o mês de março com precipitações de chuva abaixo do esperado, o mês de abril tem dado respostas às expectativas dos cearenses. Nas últimas 24h, 106 municípios cearenses registraram chuvas, segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Apesar de ser tão esperado em decorrência dos últimos anos de seca, cearenses têm sofrido com alguns transtornos em decorrência do acúmulo de água. Ruas e casas ficaram alagadas por conta das precipitações.

Em um vídeo enviado ao Tribuna do Ceará, uma casa no município de Sobral, a 200 km de Fortaleza, foi inundada. Móveis, eletrodomésticos entre outros equipamentos domésticos ficaram prejudicados.

De acordo com a Funceme, na cidade, foi registrado 78 mm das 7h desta quarta-feira (11) a 7h desta quinta (12). Em Crateús, a situação não foi diferente. A forte chuva também causou alagamentos nas vias da cidade, mas as precipitações de 40 mm foram motivo de comemoração.

Mais chuva

Entretanto, esses municípios não foram os únicos a ter registro de chuva. Ainda conforme a Funceme, a cidade de Itarema foi a que teve a maior precipitação do Estado com 164,4 mm. Logo em seguida, estão São Gonçalo do Amarante (150,4 mm), Uruoca (127 mm), Trairi (106 mm), Senador Sá (93 mm) e Limoeiro do Norte (91 mm). Dessas 6 cidades, três são da região do Litoral Norte do Estado. Segundo o meteorologista da Funceme, David Ferran, a região possui características que contribuem para a ocorrência de chuvas.

“A proximidade com o litoral, fica próximo ao barlavento com a Serra da Ibiapaba e ser a entrada das zonas de convergência no Estado são fatores que contribuem para as chuvas”, explica o especialista.

Confira as imagens