Subiu para dez o número de açudes no estado que atingiram 100% do volume total. O município de Crateús teve acumulou 198,5 milímetros em março, 1,6% abaixo do normal (201,7 milímetros). Mesmo assim, a Barragem do Batalhão, em Crateús sangrou no início desta semana, segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Antes dele, o açude Maranguapinho, localizado no município de Maranguape tinha sangrado no fim do mês de março.

Os açudes que estão com 100% de sua capacidade são: Barragem do Batalhão, em Crateús; Maranguapinho, em Maranguape; Acaraú Mirim, em Massapê; Caldeirões, em Saboeiro; Itaúna, na cidade de Granja; Tucunduba, em Senador Sá; Cocó, na capital; Germinal, no município de Palmácia; Tijuquinha, em Baturité; e Colina, na cidade de Quiterianópolis. Doze açudes do Ceará estão com capacidade acima de 90%.

Lista de açudes sangrando no Ceará

Açudes Município Capacidade Volume (100%) Bacia
Barragem do Batalhão Crateús 1,53 100% Sertões de Crateús
Acaraú Mirim Massapê 36,71 100% Acaraú
Caldeirões Saboeiro 1,13 100% Alto Jaguaribe
Itaúna Granja 72,58 100% Coreaú
Tucunduba Senador Sá 41,43 100% Coreaú
Cocó Fortaleza 5,1 100% Metropolitana
Germinal Palmácia 2,107 100% Metropolitana
Tijuquinha Baturité 0,421067 100% Metropolitana
Colina Quiterianópolis 4,29 100% Sertão de Crateús
Maranguapinho Maranguape 9,35 100% Metropolitana

Situação dos principais açudes

Os maiores açudes do Ceará, no entanto, seguem em situação crítica. O Castanhão, principal reservatório a abastecer a Grande Fortaleza, tem apenas 3,94% da capacidade máxima. Já o Orós, segundo maior açude do estado, tem 6,34% do volume máximo.

A criação do Açude Castanhão propiciou muitos benefícios para a população cearense (Foto: Gioras Xerez/G1 Ceará)

A criação do Açude Castanhão propiciou muitos benefícios para a população cearense (Foto: Gioras Xerez/G1 Ceará)

Nordeste Notícia
Fonte: G1