A Divisão de Homicídios investiga a execução de três jovens, crime divulgado em redes sociais. (Reprodução: TV Jangadeiro/SBT)

Três jovens foram mortos no bairro Vila Velha, em Fortaleza. O assassinato de dois deles foi filmado e divulgado nas redes sociais nesta segunda-feira (5). A busca pelos corpos segue nesta terça (6), informa o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

A Secretaria de Segurança Pública (SSPDS) está diretamente envolvida na investigação do caso, que pode ter ligação com facções criminosas. Familiares das vítimas foram ouvidos. O caso está sob investigação da Divisão de Homicídios.

No vídeo, os jovens (uma mulher e um homem) aparecem vivos em um mangue, no Vila Velha, e dizendo que eram de facção rival e que agora são da GDE. O Tribuna do Ceará teve acesso aos vídeos, mas opta por não divulgá-los, em virtude das fortes cenas.

Em seguida, de acordo com o material divulgado, uma mulher é morta com um tiro e depois decapitada. O outro, ainda vivo, também tem a cabeça cortada. Uma outra pessoa também estaria morta, segundo investiga a SSPDS.

Em nota, a Secretaria de Segurança informou que as investigações acerca do vídeo que as pessoas sendo executadas estão a cargo da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil. Na manhã desta terça-feira, equipes do Corpo de Bombeiros seguem as buscas na região do crime em busca dos corpos das vítimas. A SSPDS reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações de forma anônima.

Confira nota da SSPDS:

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que as investigações acerca do vídeo, que mostra três pessoas sendo executadas, estão a cargo da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). Conforme os primeiros levantamentos, há indícios que o caso tenha ocorrido, em um mangue, no bairro Vila Velha – Área Integrada de Segurança 08 (AIS 08). Na manhã de hoje (05), equipes do canil do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará (CBMCE) realizaram buscas no local, mas até então, nada foi encontrado na região. A população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS); pelo ‪(85) 3257-8807, da DHPP; ou ainda para o número ‪(85) 99111-7498, que é o Whatsapp da Divisão, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.

Confira reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, a partir das 12h10 desta terça-feira (6).