(Foto: Banco de Dados/O POVO)
Nome de Martim Soares Moreno, militar que defendeu os interesses da coroa portuguesa no Brasil, vai ser inscrito no Panteão dos Heróis da Pátria. A homenagem foi sancionada pelo presidente Michel Temer (PMDB) e vai estar publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 11.
No conteúdo da lei 13.613/2018, Moreno é definido como “personagem histórico considerado o ‘fundador’ do que é hoje o Estado do Ceará”. O Livro dos Heróis da Pátria se encontra no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em Brasília.
Em nota publicada nesta quarta, 10, a equipe de comunicação do Planalto o identificou como cearense. O personagem histórico nasceu, na verdade, em Santiago do Cacém, cidade da região do Alentejo, em Portugal.
Martim Soares Moreno participou da expedição de Pero Coelho ao Ceará em 1603 e acabou por se tornar, em 1612, o “fundador” da capitania. Aliado dos índios potiguaras, que habitavam no litoral nordestino, ele estabeleceu laços matrimoniais com Iracema, “a virgem dos lábios de mel”, heroína do romance homônimo, publicado por José de Alencar em 1865.
Nordeste Notícia
Fonte: O Povo