Funceme registra chuva de granizo em Santana do Cariri e Massapê. (FOTO: Divulgação)

Mais pedras de gelo caíram no interior cearense. Em Santana do Cariri e Massapê, a chuva de granizo surpreendeu os moradores das cidades do interior do Ceará. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), é a terceira vez que o fenômeno acontece no estado em pouco tempo. No mês passado, em dezembro de 2017, Parambu e Missão Velha também registraram a chuva.

O fenômeno natural teria ocorrido no distrito de Pedra Linhares, mas a informação ainda não foi confirmada pela Funceme.

“Sempre que tem nuvens cumulonimbus, existe granizo na nuvem. São nuvens com 10 ou 12 km de altitude e lá a temperatura é de menos 50 graus. A dificuldade é o granizo chegar à superfície sem derreter. São condições particulares como granizo grande, condições de temperatura e rajada de vento que condicionam isso”, explica o meteorologista Davi Ferran.

Ainda de acordo com o Davi Ferran, a chuva de granizo pode ocorrer em qualquer parte do Ceará. “O fenômeno, que pode durar aproximadamente de cinco a dez minutos, pode acontecer em qualquer região do Ceará. Sempre existe a presença de granizo lá em cima. De uma forma geral, da serra é mais fácil chegar à superfície porque o caminho é menor”, disse Davi Ferran.

Perguntado pela reportagem sobre a frequência do fenômeno, o meteorologista diz que, com a tecnologia mais próxima das pessoas, vai ser mais fácil registrar o evento, mas que ainda não há um padrão no registro das ocorrências.

A gente (a Funceme) não tem estatística de eventos de granizo. Não temos uma informação padronizada sobre isso. Mas pelo fato de ter celular, com registro de imagem, as pessoas passam a registrar mais esse tipo de fenômeno”, concluiu.

Veja vídeos feitos por moradores:

Nordeste Notícia
Fonte: Tribuna do Ceará