Alberto Bial
Alberto Bial gostou da reação no último quarto da partida e agora terá o gigante Flamengo no retorno ao Paulo Sarasate ( Foto: Divulgação )

Basquete Cearense bem que lutou e conseguiu reagir no último quarto, mas acabou sendo derrotado mais uma vez longe de casa. No Ginásio Panela de Pressão, o Bauru, com grande atuação do pivô Hettsheimeir bateu o Carcará por 87 a 82.

Agora, após dois revezes seguidos em solo paulista, a equipe de Alberto Bial terá o Flamengo, no próximo domingo (14), às 11h (horário cearense), no Ginásio Paulo Sarasate

A partida

O Basquete Cearense terminou o quarto inicial com 50% de aproveitamento nos arremessos de três pontos. O pivô Bruno Firotto, como vem sendo uma constante na campanha do Carcará no NBB, foi o cestinha do time cearense no 1º quarto, com 10 pontos convertidos e, de quebra, dois rebotes. Já Davi Rossetto apareceu nas assistências (3 em 5). O norte-americano Rashaun se notabilizou nas recuperadas de bola e liderou em rebotes (4).

No segundo quarto, a equipe do Bauru iniciou fulminante e fez 9 pontos contra nenhum do time cearense. No quarto, Rashaun e Paulinho Boracini tentaram comandar a reação dos visitantes, mas o pivô Hettsheimeir seguia implacável e liderava em pontos a jornada no Panela de Pressão com 16 bolas convertidas e mais 3 rebotes.

Além disso, Duda Machado, velho conhecido do Carcará por ter atuado em duas temporadas na equipe de Bial, aparecia endiabrado e findou o quarto com um belo arremesso de três pontos e a etapa terminou 25 a 15 para a equipe da casa.

No terceiro quarto, Fiorotto acertou uma cravada para trazer todo o ânimo que os cearenses precisavam. Rossetto seguia aparecendo com assistências e Leozão nos rebotes ofensivos e defensivos. No entanto, o Bauru acertava chutes de três, com Jaú e Alex no estouro do cronômetro. Os mandantes venceram o quarto por 19 a 13.

No quarto derradeiro, pelo lado do Carcará, BetinhoFelipe e Davi Rossetto acertaram bolas de três pontos e o Carcará chegou a encostar no marcador ficando seis pontos atrás. O time de Bial conseguiu vencer o último quarto por 31 a 18 mas não foi o suficiente para faturar a segunda vitória longe do Ceará.