Cruzeiro faturou R$ 6 milhões com o título da Copa do Brasil, valor muito abaixo dos R$ 50 milhões que serão pagos ao campeão de 2018 (Foto: Agência I7)

Confederação Brasileira de Futebol anunciou nesta sexta-feira a elaboração do regulamento para a Copa do Brasil de 2018. Para a próxima edição, não haverá o gol qualificado em nenhuma das fases, ou seja, gols marcados fora de casa deixam de ser critério de desempate. O formato do torneio, por sua vez, segue inalterado.

Além disso, a entidade divulgou a ampliação da data limite para inscrição de jogadores na competição. Em 2017, os clubes tiveram até o dia 24 de abril para registrar os atletas. Na próxima edição, as equipes poderão inscrever jogadores até o dia 30 de julho, antes das quartas de final.

Outra grande mudança na Copa do Brasil já vinha chamando atenção. A CBF passará a pagar R$ 50 milhões para o campeão e R$ 20 milhões para o vice, além de R$ 8 milhões para os semifinalistas. Quem chegar às quartas ficará com R$ 4 milhões. O Cruzeiro, campeão da edição de 2017, faturou R$6 milhões, enquanto o Flamengo, vice, levou R$2 milhões.

Fonte: Espn.com