Se hoje Ipueiras possui opção e mercado para a compra de materiais de construção, o “Comercial Coité”, que fica na rua Cel. Vicente Possidônio, tem grande influência. Tudo começou em 1966. Naquela época, Francisco Alves da Costa, não era tão conhecido. Montou seu primeiro ponto de venda na parte externa do mercado público, no local, vendia de tudo um pouco. Só em 1983, o comerciante viu uma oportunidade em mudar de ramo e ingressou com a venda de materiais de construção, se consolidando na cidade. Há 34 anos no mercado, a loja surgiu com o intuito de ajudar as pessoas a construir sonhos.

Francisco passou a ser chamado de “Chico Coité” pelo saudoso Nicássio Rodrigues, o comerciante achava que o jovem empreendedor era natural da localidade de Coité, mal sabia ele que aquele apelido iria marcar a  história de vida daquele homem.

Na verdade Chico Coité nasceu na localidade de Chico Pereira em 20 de outubro de 1938. Filho de João Pinto da Costa e Rosa Alves da Costa, tinha mais 4 irmãs. Enquanto muitas crianças sonhavam em comprar um brinquedo novo, aos 8 anos, ele ia para roça trabalhar com o pai. Em 1958 saiu de Ipueiras para tentar a vida na cidade grande, foi para o Rio de Janeiro.

 

Já de volta a “terrinha”, Chico Coité conhece em 1963, Maria Sefirina, com quem casou-se 1966. O casal teve três filhos, Edson Miguel da Costa (falecido em 1993), Elio Miguel da Costa e Eliane Miguel da Costa. O comerciante acabou ficando viúvo em 1986. Em 11 de maio de 1987 casava-se com a professora Maria Nete Bezerra.

O comerciante em 1990 comprou a ideia dos amigos Zé Antônio e Valdir Alves, juntos, fundaram o Parque de Vaquejada Rancho Fundo. A primeira atração a realizar show no local foi a banda “Capricórnio” de Canindé. Em 1992, Chico Coité ampliou o clube e se firmou no calendário de eventos do município, naquele ano, trouxe pela primeira vez à Ipueiras, “João Bandeira e Banda”, obtendo recorde de público e se consolidando como uma das maiores casas de shows da região.

Atrações como Aviões do Forró, Garota Safada, Magníficos, Limão Com Mel, Calcinha Preta, Tropikália, Banda Líbanos, Toca do Vale, Alta Tensão, e tantas outras, se apresentaram no palco do Rancho Fundo.

Este ano é considerado um ano muito especial para o proprietário do Rancho Fundo. A casa de forró mais famosa e conceituada da região Norte do Estado, completa 27 anos proporcionando eventos com a apresentação das maiores bandas de forró do Nordeste.

O evento está garantido com grandes atrações no palco do Rancho Fundo, dia 7 de dezembro – Mastruz com Leite, Brasas do Forró e Forró Real na última novena de Ipueiras.

Nordeste Notícia com conteúdo do Radialista Carlos Moreira