Um caso chocante marcou o futebol argentino na última quarta-feira. Pelo “Torneo Federal B”, que equivale a quarta divisão local, Juventud de Pergamino e Independiente de Chivilcoy se enfrentaram nas quartas de final. O time da casa estava prestes a ser eliminado da competição quando a torcida invadiu o campo e partiu para cima da equipe de arbitragem.

Segundo o “Clarín”, o Independiente vencia o jogo por 1 a 0, após empate em 1 a 1 na ida. Quando o relógio marcava 45 da etapa final, um projétil atingiu um dos auxiliares. Por isso, o juiz optou por suspender o confronto, fato que gerou a forte reação daqueles que estavam assistindo à partida. Eles cercaram os árbitros, e a polícia não agiu para conter a confusão. Os encarregados pelo duelo foram obrigados a correr para o vestiário.

  

Ônibus que levava arbitragem é apedrejado na Argentina (Foto: Reprodução/Twitter)
Ônibus que levava arbitragem é apedrejado na Argentina (Foto: Reprodução/Twitter)

Depois da entrada nos vestiários, o árbitro e seus auxiliares foram encaminhados para o hospital; um deles foi diagnosticado com “traumatismo cranioencefálico e perda de memória”.

Segundo a publicação argentina, o clube já reclamava de uma suposta “mão negra” nas escolhas dos árbitros desde o fim da primeira fase do torneio. Por causa do problema, o time pode até ser rebaixado de divisão – algo que aconteceu pelo mesmo motivo com o Sarmiento de Ayacucho, em dezembro de 2016.

Fonte: Foxsport.com